Google paga até R$ 650 mil para hackear Android

Sistema de recompensas está em funcionamento há dois anos.

Por | @RafaelaPozzebon Segurança digital

O Google tem como prioridade manter o seu sistema operacional seguro, para isso, investe tempo e dinheiro para conseguir controlar os malwares e vírus que rodeiam o seu sistema. Um dos métodos usados pela gigante é incentivar que o Android seja hackeado pelos usuários. Quem obter êxito na tarefa pode desembolsar até US$ 200 mil, ou seja, cerca de R$ 650 mil.

O programa de recompensas, chamado de Android Security Rewards, está em funcionado há cerca de dois anos e costuma premiar pessoas, grupos e pesquisadores que colaborarem com a empresa na detecção de vulnerabilidades importantes no sistema.

Google paga até R$ 650 mil para hackear Android

De acordo com o blog oficial da companhia, o projeto já pagou mais de US$ 1,5 milhão aos seus colaboradores. No seu terceiro ano de funcionamento, a inciativa está mais encorpada, e até recebeu um incentivo maior nas bonificações.

Duas categorias tiveram seu valor de resgate multiplicado por quatro ou cinco vezes, o que demonstra que a empresa está empenhada na identificação de falhas por terceiros.

A recompensa para exploits remotos que comprometam o TrustZone ou boot verificado, por exemplo, passou de US$ 50 mil (R$ 162,5 mil) para US$ 200 mil (R$ 650 mil), por exemplo.

Os usuários comuns, claro, agradecem o empenho do Google e esperam nada menos que um sistema seguro de uso.

Mais sobre: android, google, sistema
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários