Google usa Mulher-Maravilha para ajudar meninas a programar

Meninas ganham um incentivo extra na hora de aprender a programar, a Mulher-Maravilha.

Por | @oficinadanet Programação

Ao longo dos anos, o Google tem se esforçado para ensinar programação para crianças, já que entende que elas serão a próxima geração de possíveis engenheiros e desenvolvedores da sua empresa. Para que as meninas tenham um incentivo a mais na hora de aprender a linguagem computacional, o Google resolveu pedir ajuda para a Mulher-Maravilha.

Google usa Mulher-Maravilha para ajudar meninas a programar

Através da iniciativa intitulada como “Made with Code”, as usuárias podem codificar três cenas diferentes do filme “Mulher-Maravilha”, que foi lançado na última quinta-feira (1), utilizando os princípios introdutórios de codificação para ajudar a personagem a navegar pelos obstáculos e assim chegar até o objetivo.

“A força da Mulher-Maravilha é mais relevante hoje do que nunca, especialmente no espaço tecnológico, uma vez que as meninas são menos propensas do que os meninos a serem encorajadas a perseguir a área da ciência da computação, e apenas 22% dos desenvolvedores de jogos são mulheres”, diz a empresa.

A plataforma faz uso de um sistema de arrastar e soltar blocos contendo códigos que possam compreender as ações, objetos e também variáveis. Assim sendo, a pessoa precisa escolher os blocos de código e encaixá-los de modo que determina a ação da personagem.

Mais sobre: google programar ensino
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo