Engenheiro acusado de roubar tecnologia de carros da Google é demitido do Uber

Ex-engenheiro da Waymo é acusado de roubar informações sigilosas da empresa sobre as tecnologias dos veículos autônomos e de ter repassado os dados para a rival, Uber.

Por | @fsbeling Segurança digital

Anthony Levandowski, ex-engenheiro da Waymo, estava trabalhando na empresa Uber quando passou a ser acusado de roubar centenas de gigabytes com informações sigilosas sobre as tecnologias dos veículos da divisão de carros autônomos da Alphabeth, a Waymo, antes de ir embora da empresa, repassando os respectivos dados para a rival.

No início do ano, a Waymo abriu o processo contra a Uber, desde então a empresa vem tentando provar que não tem nada a ver com o caso. A empresa vinha defendendo o funcionário alegando que as acusações não tinham fundamento, mas agora acabou demitindo Levandowski.

Engenheiro acusado de roubar tecnologia de carros da Google é demitido do Uber

Segundo a reportagem do New York Times, Uber demitiu oficialmente o funcionário rompendo qualquer vínculo com ele por conta da disputa nos tribunais contra a Waymo. A empresa vinha apresentando documentos para provar sua inocência, mas no momento em que resolveu solicitar o apoio do engenheiro Levandowski para resolução do problema, solicitando a ele que apresentasse os documentos necessários para comprovação de sua inocência, ele recusou, pois as provas poderiam resultar em acusações criminais contra ele.

Mais sobre: engenheiro Uber Waymo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar