Engenheiro acusado de roubar tecnologia de carros da Google é demitido do Uber

Ex-engenheiro da Waymo é acusado de roubar informações sigilosas da empresa sobre as tecnologias dos veículos autônomos e de ter repassado os dados para a rival, Uber.

Por | @fsbeling Segurança digital

Anthony Levandowski, ex-engenheiro da Waymo, estava trabalhando na empresa Uber quando passou a ser acusado de roubar centenas de gigabytes com informações sigilosas sobre as tecnologias dos veículos da divisão de carros autônomos da Alphabeth, a Waymo, antes de ir embora da empresa, repassando os respectivos dados para a rival.

No início do ano, a Waymo abriu o processo contra a Uber, desde então a empresa vem tentando provar que não tem nada a ver com o caso. A empresa vinha defendendo o funcionário alegando que as acusações não tinham fundamento, mas agora acabou demitindo Levandowski.

Engenheiro acusado de roubar tecnologia de carros da Google é demitido do Uber

Segundo a reportagem do New York Times, Uber demitiu oficialmente o funcionário rompendo qualquer vínculo com ele por conta da disputa nos tribunais contra a Waymo. A empresa vinha apresentando documentos para provar sua inocência, mas no momento em que resolveu solicitar o apoio do engenheiro Levandowski para resolução do problema, solicitando a ele que apresentasse os documentos necessários para comprovação de sua inocência, ele recusou, pois as provas poderiam resultar em acusações criminais contra ele.

MAIS SOBRE engenheiro Uber Waymo
SHARE
Comentários
Destaquesver tudo
 
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail