Relembre o NWC 1990, o maior campeonato gamer da história

Volte no tempo com este artigo que te leva diretamente para o Nintendo World Championships de 1990, o maior campeonato da história dos games

Por | @grasiel_grasel Games

No dia 8 de março de 1990 iniciava-se o evento que ficaria conhecido como o maior campeonato gamer de toda a história, o Nintendo World Championships. Nove cidades ao longo de todos os Estados Unidos tiveram disputas entre centenas de jogadores, que tinham como objetivo comum chegar a grande final, em Los Angeles, a ser realizada no Star Trek Theater (onde hoje fica o Cinema 4D), na Universal Studios.

O campeonato era parte de um grande festival que a Nintendo estaria promovendo, o Nintendo Power Fest, o qual aconteceria depois de serem selecionados noventa jogadores, divididos em três grupos de diferentes idades: o grupo dos maiores de 18 anos, dos menores de 11 anos e também o de faixa etária entre 12 e 17 anos, cada grupo com 30 competidores. Na grande final, o vencedor de cada um dos três grupos receberia uma premiação de US$10.000, um Geo Metro (carro lançado em 1990 nos EUA), uma televisão de 40” e um troféu de ouro. O restante dos finalistas recebeu um prêmio de consolação de US$1.000 e um troféu de prata.

Além de suas premiações, cada jogador participante das finais ficou com uma cópia das fitas utilizadas durante a competição, peça rara que hoje em dia vale uma grana preta, no entanto, existe também uma outra fita em comemoração ao NWC de 1990, que foi distribuída aleatoriamente pela revista Nintendo Power, a fita dourada do campeonato, que teve 26 cópias fabricadas.

Relembre o NWC 1990, o maior campeonato gamer da história

25 anos depois um novo campeonato mundial foi organizado pela Nintendo, o Nintendo World Championships 2015, que aconteceu em junho deste ano. Quem ainda não conhecia, hoje vai conhecer este grande evento que não faz parte apenas da história da sua organizadora, mas sim parte da história dos games.

Nintendo Power Fest

Ao ranger de portões abrindo, uma manada de crianças, jovens e adultos encheram os salões do Star Trek Theater da Universal Studios no dia 7 de dezembro de 1990, todos estavam loucos para testar os próximos lançamentos que a Nintendo estaria trazendo no futuro, jogar os games da empresa que mais gostavam e, principalmente, descobrir quem seria o grande vencedor da Nintendo World Championships 1990.

Entre os principais lançamentos que estariam presentes para o Nintendo Entertainment System, estavam alguns dos jogos que hoje podem ser considerados pertencentes a uma digna lista de melhores jogos para a plataforma como, por exemplo, Castlevania III: Dracula's Curse. Outros games já icônicos do console também estavam presentes e ao todo 18 desenvolvedoras estavam promovendo seus produtos.

Relembre o NWC 1990, o maior campeonato gamer da história

Sem muito tempo a perder, todos se amontoaram em frente ao palco principal do teatro, era chegada a hora de iniciar o NWC, que aconteceria durante os três dias de evento.

 

Finalmente, o Nintendo World Championships

As regras da final eram basicamente as mesmas da fase de seleção, cada jogador teria um tempo total de 6 minutos e 21 segundos para completar três objetivos em três jogos: em Super Mario Bros o jogador tinha que pegar 50 moedas no menor tempo possível, em Rad Racer o objetivo era vencer a primeira corrida do game no menor tempo possível e em Tetris o desafio era conseguir o maior número de pontos possível no que lhe havia sobrado do tempo total. Um percurso que até parece fácil, mas quando se tem outros 89 competidores viciados em NES do seu lado, cada milésimo de segundo é valioso.

A cada dia do evento novas fases iam eliminando cada vez mais jogadores, deixando apenas os melhores para o último e decisivo dia do campeonato, dois em cada categoria. Os grandes vecedores, em finais emocionantes, mostraram o quão bons eram e o quão grande era o seu amor pela Nintendo, no entanto, nenhum deles ficou tão conhecido quanto Thor Aackerlund, considerado o “Deus do Tetris” do seu tempo, não apenas por ter vencido a sua categoria entre 12 e 17 anos levando o prêmio máximo de US$10.000, mas também por vencer Jeff Hansen (ganhador da categoria menor de 11 anos) e Robert Whiteman (vencedor da categoria maior de 18 anos) em uma disputa recreativa entre os campeões.

Abaixo você vê uma das jogatinas em Tetris gravadas por Thor Aackerlund

Os cartuchos dourados dos sonhos

A Nintendo Power era uma conceituada revista que tinha suas publicações voltadas principalmente para os produtos da Nintendo, entrando em circulação em julho de 1988. Ela pertencia oficialmente à desenvolvedora e acabou sendo descontinuada em dezembro de 2012, quando teve seu volume 285 publicado. Foi esta revista a responsável por distribuir as peças que hoje são consideradas o maior item que um colecionador de jogos pode ter, os cartuchos dourados da Nintendo World Championships de 1990.

Na publicação de divulgação da promoção, os 26 cartuchos viriam com uma etiqueta vermelha estampando o logo da NWC, no entanto, devido a alguns problemas na fabricação dos mesmos, as fitas vinham apenas com um logo do evento recortado a mão e colado com uma cola escolar. Existem rumores de que a distribuição foi apressada demais e o pouco tempo para fabricação das peças não foi o suficiente para a etiqueta completa ser colada, obrigando a equipe da Nintendo Power a imprimir, recortar e colar meros pedaços de papel sobre os cartuchos.

Relembre o NWC 1990, o maior campeonato gamer da história

Por muitos anos a maioria destas fitas estiveram perdidas, muito provavelmente guardadas nas enormes garagens de entulhos que os americanos costumam ter, no entanto, depois do leilão de uma de suas cópias arrecadar mais de US$100.000, outras poucas foram vistas a venda em mercados online, porém, o número de cartuchos que hoje sabe-se da existência não chega nem a 10 pelo mundo todo.

Uma das poucas cópias “sobreviventes” apareceram no programa Pawn Stars (Trato Feito aqui no Brasil), do History Channel, reavivando o assunto e fazendo algumas cópias saírem das caixas de tralhas de seus donos. O colecionador em questão era Pat Contri, que tem uma das maiores coleções de jogos do NES no mundo, e neste episódio da série americana ele tentou vender não apenas a sua versão dourada do cartucho, mas também um dos utilizados nas disputas do próprio campeonato!

25 anos depois, o NWC ressurge!

Houveram outros campeonatos da Nintendo como o Campus Challenge (1991 e 1992) e o Nintendo PowerFest ’94 (1994), disputados no Super Nintendo, no entanto, nenhum foi tão aguardado quanto a volta do Nintendo World Championships, que teve sua final no dia 14 junho de 2015.

O NWC 2015 aconteceu dois dias antes de Electronic Entertainment Expo 2015, o que permitiu que houvesse uma cobertura do campeonato pelo evento, aumentando ainda mais o número de expectadores simultâneos durante as partidas.

Desde o dia 30 de maio jogadores competiam pelas 16 vagas reservadas para a fase final do mundial em oito lojas da Best Buy distribuídas por diversos locais do território americano. No dia 14 as finais foram divididas em 5 estágios:

  • O primeiro estágio das finais foi jogado em Splatoon, um game de tiro em terceira pessoa onde os competidores têm o desafio de pintar a maior parte possível cenário com suas armas de tinta, e Legendo of Zelda, o clássico RPG mais amado do NES;
  • O segundo estágio foi disputado nos games Metroid Prime: Blast Ball (hoje chamado de Federation Force), uma espécie de jogo de futebol entre robôs para o Nintendo 3DS,  e Super Metroid, um dos clássicos do SNES;
  • Já na terceira etapa os jogadores competiram nos games Mario Kart 8, um dos grandes títulos do WiiU, atual console da Nintendo e Ballon Fight outro clássico do NES;
  • No estágio 4, na semifinal, o único game escolhido foi Super Smash Bros. do WiiU, considerado como um dos melhores games da plataforma.
  • Já na grande final, o estágio 5, uma surpresa estava reservada: Super Mario Maker, o título que estaria chegando muito em breve para o WiiU e que dá ao jogador a habilidade de criar a sua própria fase ambientada nos principais títulos da série, seria o grande game para finalizar o evento e revelar o campeão mundial. O Objetivo dos finalistas era terminar três fases desenvolvidas pela equipe da Nintendo.

Os finalistas foram Cosmo  Wright (hoje a transexual Narcissa Wright) e Jhon Nunbers, que tiveram dificuldade para passar das dificílimas fases desenvolvidas pelo pessoal da Nintendo, no entanto, o grande vencedor foi Jhon Nunbers, tornando-se  o grande campeão do Nintendo World Championships 2015 e entrando para a história dos games.

Esperamos um dia vermos um mundial da Nintendo novamente e, claro, não termos que esperar outros 25 anos, afinal, a maior desenvolvedora do mundo organizando o maior campeonato do mundo merece outras edições com maior frequência. Ou melhor, nós, amantes dos games, merecemos! :)

Mais sobre: Nintendo, Games, NWC
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários