Pré-adolescente desenvolve método de criação de senhas quase que infalíveis

Menina desenvolve método para conseguir senhas seguras e fáceis de serem decoradas. Ela, inclusive, abriu uma empresa para vender suas senhas.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Uma garota de 11 anos descobriu um meio de criar senhas seguras e ainda fáceis de serem lembradas. Com isso, a americana abriu o seu próprio negócio, ou seja, a venda de senhas.

Mira Modi abriu a empresa Diceware Passwords, e sua metodologia é baseada no sistema Diceware. O funcionamento é simples: a jovem joga o dado cinco vezes e anota cada um dos números. A sequência que foi gerada possui uma palavra correspondente no dicionário Diceware, que é formada por letras aleatórias, porém, com semelhança fonética com palavras reais da língua inglesa, ou mesmo palavras existentes.

Pré-adolescente desenvolve método de criação de senhas quase que infalíveis

Leia também:

Após, a menina envia uma carta ao cliente com as seis palavras que podem ser usadas como senha. A ideia é que se formem uma passphrase, uma espécie de senha mais longa. O serviço custa apenas US$ 2 (o site R$ 7,70).

O interesse da garota pelo assunto surgiu quando a sua mãe, uma jornalista investigativa, estava escrevendo um livro sobre as questões de segurança e privacidade  na atualidade. Na ocasião, ela solicitou a filha que gerasse passphrases para a sua pesquisa. A mãe, ressabiada com as pesquisas para o livro, pediu para a filha uma senha infalível, e pagou ela para isso. Depois disso, a garota resolveu investir no seu próprio negócio de senhas.

Pré-adolescente desenvolve método de criação de senhas quase que infalíveis

O site da Diceware Passwords explica que senhas formadas por cinco palavras só podem ser quebradas com uma grande quantidade de computadores. Uma senha com seis palavras, como o site vende, só poderá ser violada com muito dinheiro envolvido, como “uma agência de segurança de um grande país”. As senhas com sete palavras então, estão seguras até 2030. Já as com oito, só poderão ser violadas em 2050, quando surgir uma tecnologia eficiente para isso.

Mais sobre: senhas fortes empresa
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo