Quais as diferenças entre os áudios 2.0, 2.1, 5.1 e 7.1?

Você já deve ter comprado algum aparelho de som, como um home theater, por exemplo, e se deparado com sistemas de áudio de números 2.0, 2.1, 5.1 e até mesmo 7.1.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

Pois bem, tais indicativos são referentes à quantidade de canais de áudio que são derivadas do aparelho. Assim sendo, essas configurações determinam a qualidade da experiência do ouvinte com o áudio que é produzido.

Inicialmente, o sistema sonoro era somente monofônico, isto é, todas as informações de áudio eram registradas em um mesmo local, que emitiam o mesmo conjunto sonoro. Neste âmbito, não era possível distinguir de onde vinha cada elemento sonoro.

Somente em 1957 a realidade mudou, e o sistema estereofônico, também chamado de 2.0, revolucionou a reprodução de música. No novo sistema há duas fontes sonoras diferentes, ou seja, a esquerda e a direita, o que dividia o áudio em dois. Deste modo os ouvintes conseguiam diferenciar o som de cada elemento, e era possível reproduzir uma bateria no canal esquerdo e uma guitarra somente no canal direito.

Muitos aparelhos atuais, como fones de ouvido ou caixas de som para computadores adotam o sistema estereofônico, principalmente pelo seu custo-benefício.

Significado dos números

Levando em consideração os sistemas 2.0 e 2.1 como exemplos, o número antes do ponto representa o número de canais de áudio comuns disponíveis no aparelho. O número à direita do ponto indica os subwoofers, ou seja, as caixas produzidas para reproduzir frequências extremamente graves. Este tipo de caixa é bastante conhecida por quem trabalha com som automotivo.

Áudio 5.1

Quais as diferenças entre os áudios 2.0, 2.1, 5.1 e 7.1?
Exemplo de áudio 5.1

O som 5.1, com a evolução do cinema foi ganhando bastante espaço. Através do sistema era possível ligar cinco canais de áudios diferentes, o que aumentava a sensação de um ambiente sonoro real. Assim sendo, era possível distinguir todos os sons, como por exemplo, os de tiros vindo da direita, os de uma fala da direita e assim por diante.

Não podemos deixar de lembrar que para usufruir as vantagens do som 5.1 é necessário ter um aparelho que corresponda às necessidades requeridas. Inclusive, no caso de um home teather, para se ter o melhor desempenho, é adequado avaliar o tamanho do ambiente, para que se possa distribuir as caixas de som nos locais para propícios, e assim, o ouvinte conseguir distinguir todos os diferentes sons.

Áudio 7.1

Quais as diferenças entre os áudios 2.0, 2.1, 5.1 e 7.1?
Exemplo de áudio 7.1

Já o modelo de som 7.1 conta com ainda mais recursos sonoros, e é destinado às pessoas que priorizam a necessidade da distribuição do som, com excelente qualidade.

Mais sobre: Áudio, Pergunte, rafaelapozzebon
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários