Polícia localiza jovens que expuseram dados de 50 mil PMs

Polícia do Rio de Janeiro identifica os três jovens responsáveis por vazar dados de 50 mil PMs.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

A polícia do Rio de Janeiro identificou os responsáveis por vazar dados de 50 mil policiais militares fluminenses. Os computadores dos três jovens envolvidos foram apreendidos na manhã desta quarta-feira (25) por agentes da Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI)

De acordo com o delegado Gilson Perdigão, que ouviu os jovens, todos com 16 anos, eles informaram que só se conheciam virtualmente. Dois deles residem na capital paulista  e um na cidade de Assis.

Dois deles eram administradores do perfil  Anoncyber & Cyb3rgh0sts e dizem ser contra a participação dos policiais na repressão dos manifestantes no Rio de Janeiro.

O jovem que vazou as informações dos PMs mora na Vila Aliança e conforme a polícia, ele criou um programa, baixou os arquivos após invadir o site da PM e em seguida hospedou o site em um servidor da Nova Zelândia, para que não fosse localizado com facilidade.

Agora os adolescentes serão ouvidos e indiciados na lei conhecida como Carolina Dieckmann. Os computadores deverão ser periciados.

Os jovens foram autuados conforme a Lei 12.737, que considera "invasão de dispositivo informático alheio, conectado ou não à rede de computadores, mediante violação indevida de mecanismo de segurança e com o fim de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa ou tácita do titular do dispositivo ou instalar vulnerabilidades para obter vantagem ilícita”. 

Mais sobre: dados, PMs, invasão
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários
Continue lendo