Brasil solicitou informações de 857 usuários do Facebook, diz relatório

Dados de 857 usuários do Facebook foram solicitados no primeiro semestre do ano, afirma relatório. Em 33% dos casos, obteve algum resultado.

Por | @oficinadanet Segurança digital

De acordo com o relatório global de requisições de autoridades, divulgado pelo Facebook nesta terça-feira (27), o Brasil solicitou informações de 857 usuários da rede social no primeiro semestre de 2013.

Conforme o Facebook, tais solicitações são feitas “em busca de informações para serem usadas em investigações oficiais”. O Facebook diz que no relatório consta o número total de solicitações de cada autoridade, como também as requisições criminais e de segurança nacional.

"A vasta maioria é relacionada a casos criminais, como roubos ou desaparecimentos. Em muitos desses casos, elas referem-se a informações básicas, tais como nome e extensão do serviço. Outras requisições podem também buscar endereços IP ou informações sobre a conta", diz o relatório.

No documento consta que o país fez 715 solicitações que envolveram no total 857 contas de usuários na rede social. O relatório afirma que em 33% dos casos, o Brasil conseguiu as informações que buscava.

"Analisamos as requisições levando em conta os nossos termos, a legislação aplicável e ainda exigimos uma descrição detalhada de bases factuais e legais para cada requisição. Contestamos muitas dessas requisições quando encontramos deficiências legais ou quando identificamos requisições amplas ou vagas. Quando precisamos cumprir com um pedido em especial, normalmente compartilhamos uma única informação básica da conta, como o nome do usuário", afirmou no relatório o conselheiro-geral do Facebook, Colin Stretch.

O Brasil está em sétimo lugar dos países que mais buscaram informações. Em primeiro lugar aparece os Estados Unidos, com entre 11 e 12 mil solicitações, envolvendo as contas de 20 a 21 mil usuários.

O Facebook afirma que as informações referentes aos Estados Unidos não foram divulgadas em números exatos, já que ainda não há “autorização legal para tal”.

Mais sobre: facebook Brasil informação usuários
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo