Após engano, famosa rede social russa é proibida pelas autoridades

Famosa rede social russa é proibida pelas autoridades por engano.

Por | @oficinadanet Redes sociais

Nesta sexta-feira (24), as autoridades proibiram o acesso a principal rede social da Rússia foi proibida de ser acessada.  A VKontakte, conta com 210 milhões de usuários registrados e acabou parando em uma “lista negra” de sites que estão impedidos de compartilhar conteúdo dentro da Rússia, no entanto, o movimento foi definido como um “erro”. Após algumas horas, a proibição foi suspensa.

No ano passado, o fundador da empresa, Pavel Durov, entrou em conflito com as autoridades por formar um fórum de debate de ativistas da oposição, com a finalidade de organizar protestos contra o presidente russo, Vladimir Putin.

No entanto, de acordo com o porta-voz do órgão regulador das comunicações da Rússia,  a atual acontecimento  não passou de um engano. "Isso aconteceu por engano". "Nesse caso, alguém acionou uma configuração contra o endereço da rede social. O site foi retirado da lista e as restrições de acesso a ele foram suspensas."

“É um esforço meticuloso e metódico para trazer a rede sob o controle do Kremlin”, disse Dmitry Glukhovsky, escritor responsável pela obra Metro 2033, ao ser perguntado sobre o caso.

“É um recurso muito importante para permanecer independente dos ‘siloviki’”, complementou Gluykhovsky. O escritor, na ocasião, se refere aos aliados de Putin que compactuam com o passado militar do presidente e atualmente ocupam vários cargos importantes no governo da Rússia.

A rede social da Rússia, criada em 2006 por Durov, de 28 anos, atrai cerca de 47 milhões de usuários por dia. Eles se conectam para ler notícias, trocar informações, opiniões, fotos, enfim, variados temas. Atualmente a VKontakte é comparada ao Facebook, e Mark Zuckerberg.

Mais sobre: rede social Rússia proibida
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo