Oficina da Net Logo

Microsoft irá estender suporte ao Windows 7 para público pagante

A Microsoft diz ainda que a opção estará disponível para todos os clientes das versões Profissional e Enterprise do Windows 7 que tenham adquirido licenças em volume.

Por | @oficinadanet Microsoft 2 comentários

A Microsoft irá encerrar oficialmente o suporte ao Windows 7 em 14 de janeiro de 2020. Porém, a empresa decidiu que irá continuar prestando suporte para as empresas que optarem por desembolsar uma taxa mensal. Assim sendo, tal público continuará recebendo atualizações e correções do sistema operacional.

Por enquanto, o programa não teve o valor revelado, porém, de acordo com informações divulgadas pela companhia, o Windows 7 poderá ser usado e modo seguro até 2023. A notícia acaba sendo uma boa alternativa para quem ainda não realizou a migração para o Windows 10.

Microsoft irá estender suporte ao Windows 7 para público pagante.Microsoft irá estender suporte ao Windows 7 para público pagante.

A Microsoft diz ainda que a opção estará disponível para todos os clientes das versões Profissional e Enterprise do Windows 7 que tenham adquirido licenças em volume. Quem já é cliente de outros serviços de suporte da Microsoft contarão com descontos especiais, bem como irão permanecer recebendo apoio da empresa no quesito segurança e recursos da plataforma. Leia em destaque: .

Vale mencionar que quem não aderir ao programa de mensalidades poderá continuar usando o Windows 7 normalmente, porém, não irá receber atualizações ou patches de segurança. Os trabalhos com o sistema operacional encerraram ainda em 2015, sendo que apenas estão sendo liberadas correções ligadas à segurança.

Conforme dados da Net Applications, o Windows 7 ainda está rodando em 40,3% de todos os computadores em operação no mundo. Mesmo com os esforços da companhia, a plataforma ainda parece longe de cair em desuso.

Os dados ainda apontam que o Windows 10 vem crescendo, estando presente em 37,8% dos computadores em funcionamento.

Fonte: Microsoft

MAIS SOBRE: #windows7  #windows10  #segurança
Comentários
Carregar comentários