Huawei anuncia avanço no design de suas antenas 5G

Embora muitos conheçam a Huawei como o segundo maior fabricante de smartphones do mundo, ela também é a fornecedora líder em equipamentos de rede no mundo todo.

Huawei anuncia avanço no design de suas antenas 5G

Não importa o que você pense da empresa e seus laços com o governo da China, a Huawei produz muitos dispositivos excelentes.

Dizem que seus equipamentos de rede estão 12 a 18 meses à frente da concorrência, que inclui empresas como Nokia e Ericsson e essa superioridade tecnológica tem um preço mais barato.

Dá pra entender o porque Trump colocou uma enorme pedra no caminho da Huawei, mas contra fatos não há argumentos. A Huawei simplesmente segue firme trabalhando e trazendo novas tecnologias a cada dia que passa.

No último final de semana, a Huawei anunciou uma inovação no design de antenas 5G. Denominado "CableFree", o novo design aprimora os recursos das antenas de estação base 5G.

Com o 5G, novas bandas foram introduzidas e mais conexões de antena são usadas. O novo design melhora a cobertura de banda alta para 5G.

Segundo a empresa, "... a cobertura de banda alta é essencial para garantir a consistência da experiência 5G. O CableFree melhora a eficiência da radiação da antena em aproximadamente 20%, aumentando a cobertura de alta qualidade da era 5G".

Para suportar a capacidade mais alta e as conexões de antena adicionais usadas para 5G, as antenas implantadas devem poder trabalhar com 1 KW de potência; as gerações anteriores de conectividade sem fio exigiam apenas 500 a 600 Watts.

O CableFree aumenta a capacidade de energia da antena em mais de 80% para atender a esses requisitos. O CableFree também reduz o peso das antenas, facilitando a instalação.

Uma antena de seis bandas usando o CableFree é mais de 10 quilos mais leve e, mantendo o peso das antenas multibanda abaixo de 50 quilos, não tendo a necessidade de guindastes durante a instalação. Isso economiza tempo e também dinheiro.

O CableFree reduz o uso de parafusos e pontos de solda em 80%, reduzindo a chance de intermodulação passiva ou distorção e interferência de sinal causada por objetos metálicos grandes.

A redução no uso desses componentes facilita a automação da produção de antenas, mantendo a qualidade consistente. Zhang Jiayi, presidente da Unidade de Negócios de Antenas da Huawei, disse:

"As antenas são cruciais para as redes 5G. Maior desempenho e integração são as principais tendências da inovação de antenas na era 5G. CableFree quebra o gargalo do design da antena, representando uma tendência inevitável da antena. A Huawei sempre inova com base nos requisitos do cliente para redes de destino 5G para ajudar os clientes a criar redes eficientes e de alto desempenho e alcançar o sucesso comercial na era 5G"

A Huawei diz que o CableFree "apresenta várias tecnologias e técnicas revolucionárias" que aumentarão a integração de uma antena, melhorando seu desempenho. O CableFree foi usado com as antenas das séries Munich Pro, Golden Mini e London Pro da Huawei, além dos produtos 32T32R Massive MIMO.

O MIMO (entrada múltipla e saída múltipla) permite que vários sinais sejam enviados simultaneamente pelo mesmo canal de rádio. Isso cria uma capacidade extra de transporte de dados, permitindo que os sinais sejam enviados a taxas de dados mais rápidas.

A conclusão é que a Huawei diz que o CableFree ajudará seus clientes a construir redes 5G eficientes e de alto desempenho para ajudar seus negócios a ter sucesso. Embora tudo isso pareça promissor, recentemente a Huawei teve um ligeiro recuo.

Noticiamos aqui que membros do partido conservador no Reino Unido estão pedindo que os equipamentos de rede da Huawei sejam removidos de partes sensíveis de redes 5G na região devido a ameaças à segurança nacional. Segundo informações, isso seria feito usando um plano de três anos que resulta na remoção da Huawei das redes 5G no Reino Unido e de todas as outras redes até 2023.

O governo Trump pressionava os aliados a não usarem os equipamentos da empresa em suas redes 5G e enquanto o Japão e a Austrália acataram o aviso, a Alemanha e o Reino Unido originalmente não o fizeram.

Em janeiro passado, o Reino Unido concordou em usar as peças da Huawei para suas redes 5G depois que o primeiro-ministro Boris Johnson disse que sentia que não tinha escolha. Originalmente, um porta-voz do Reino Unido disse que as peças da Huawei não seriam permitidas perto de "funções sensíveis".

Diante da eminente redução de serviços de infra-estrutura de rede na Europa, tudo indica que a Huawei vem trazendo novas tecnologias com o objetivo de trazer melhorias tão significativas que os governos de alguns países acabem aceitando a permanencia da gigante chinesa em seus países, pura e simplesmente por conta da tecnologia e preços envolvidos.

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário