Plano B: CEO da Huawei diz que em 3 anos pode ter ecosistema completo e não depender mais dos EUA

Recentemente, Ren Zhengfei disse em uma entrevista à CNN que, diferentemente da Microsoft, o Google não obteve a permissão do Departamento de Comércio dos EUA para seguir negociando com a empresa.

Por Mercado Tech Pular para comentários
Plano B: CEO da Huawei diz que em 3 anos pode ter ecosistema completo e não depender mais dos EUA

Com o embargo comercial imposto pelo Departamento de Comércio dos EUA impedindo a livre negociação das empresas americanas com a Huawei, seu CEO, disse a CNN que a empresa possui um ambicioso "Plano B" e acredita que a empresa pode construir o próprio ecossistema global nos próximos dois a três anos.

Ren Zhengfei disse que a Huawei abraça de todo o coração a cadeia de suprimentos global. No entanto, para garantir a sobrevivência, a Huawei também precisa estar preparada para o pior cenário.

Ren Zhengfei enfatizou que "se os EUA não permitirem que suas empresas de tecnologia nos forneçam produtos, temos outras opções" e acrescentou, "se essas opções se tornarem maduras e estáveis, acho que não precisaremos mais cooperar com as empresas americanas".

Um relatório da UBS e da Fomalhaut Techno Solutions mostra que o mais recente smartphone da Huawei, a série Mate 30, não inclui nenhuma peças vinda dos EUA. Além disso, sua estação base 5G de ponta também exclui as peças dos EUA.

Em entrevista a CNN, CEO da Huawei avisa, temos Plano B para seguir em frente livre dos EUA
Em entrevista a CNN, CEO da Huawei avisa, temos Plano B para seguir em frente livre dos EUA (Fonte:CNN)

Quando perguntado o que aconteceria se o Google não obtivesse uma licença para cooperar com a Huawei, Ren Zhengfei respondeu: "Temos um Plano B muito ambicioso". Segundo ele, a Huawei pode se tornar o maior vendedor de smartphones do mundo. No entanto, isso ainda levará algum tempo, mas de acordo com os últimos números ele só está sendo conservador, visto que mesmo diante de quase 1 ano de embargo comercial a Huawei cresceu e muito.

O embargo comercial segue com algumas exceções, mas o Google não está nesta lista. Embora Trump nos últimos meses tenha sinalizado para o fim do embargo, a instabilidade do presidente americano, impossibilita qualquer tomada de decisão. Afinal ele já voltou atrás diversas vezes.

Honestamente já não sei se seria interessante a Huawei retornar a parceria com o Google independente de existir ou não embargo comercial, visto que outro player no mercado de sistemas operacionais móveis, fariam Google e Apple se mexerem para entregar soluções melhores e mais rápidas.

Recomendamos ler:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Comentários:
Carregar comentários