IPTV: Sky segue firme na luta contra a pirataria de conteúdo

IPTV segue na mira das operadoras de TV e da polícia, que cada vez mais próxima desbaratina redes inteiras de sinal clandestino que voltam ao ar em poucas horas.

Por Mercado Tech 3 comentários
IPTV: Sky segue firme na luta contra a pirataria de conteúdo

A venda canais IPTV segue crescendo em volume e popularidade, os esforços das operadoras que denunciam e dos órgãos competentes que policiam tentam controlar o fenômeno.

Para a Sky, da Comcast, isso significa enviar grandes volumes de avisos de remoção ao Google, alegando que os vendedores não apenas infringem seus direitos de transmissão, mas também direitos autorais relacionados a exibição de suas marcas.

Quando uma operação policial maciça na Itália derrubou o equipamento de gerenciamento de IPTV Xtream-Codes em setembro de 2019, centenas de milhares de pessoas ficaram sem acesso ao conteúdo "pirata".

De acordo com os dados obtidos pelo site TorrentFreak da empresa de equipamentos de rede Sandvine, o tráfego geral de streaming de piratas caiu 50%. Mas agora, apenas três meses parece que o mercado de IPTV se recuperou quase que plenamente, com fornecedores e vendedores encontrando soluções alternativas tornando os seus usuários felizes.

No entanto, quando a rede pirata caiu em setembro, os usuários dos serviços duvidosos, buscaram nos mecanismos de busca, massivamente no Google, soluções paralelas para terem seus serviços de volta.

A Sky vem desde março enviando milhares de avisos de remoção ao Google, em um esforço para remover os sites inteiros de fornecedores de IPTV dos índices de busca do provedor de pesquisa. Os esforços continuam e se intensificaram nas últimas semanas.

Apenas como exemplo, um aviso enviado em novembro contém 495 URLs e tenta excluir os sites inteiros de três fornecedores - miglioriptv.net, iptvthebest.ws, migliorstreaming.net - do Google. Mas isso é apenas a ponta de um iceberg bem grande.

"Os sites denunciados ilegalmente fornecem links externos com os quais os usuários podem acessar e / ou baixar conteúdo protegido por direitos autorais não autorizado, de propriedade exclusiva da emissora Sky Italia", afirmam os avisos.

Nesse contexto, o uso das marcas da Sky para promover e vender pacotes de IPTV piratas aos consumidores lesa a empresa no que diz respeito à DMCA. Centenas de plataformas não apenas usam logotipos oficiais dessa maneira, mas também imagens de controladores da Sky Box, selecionados dos próprios sites da Sky.

A grande questão é, a cada centena de milhares de sites que caem, outras são inseridas na rede, tornando praticamente inviável o combate efetivo a disseminação do uso do serviço de IPTV. Além disso os altos preços oficiais, empurram o consumidor menos favorecido financeiramente a buscar a solução mais barata que é disponibilizada exatamente pelo serviço de IPTV espalhado pelo mundo.

Recomendamos ler:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Comentários:
Carregar comentários