Novo algoritmo do Google pode deixar internet mais veloz

Internet ficará mais rápida com algoritmo do Google.

Por Google Pular para comentários

Nesta sexta-feira (21), o Google revelou novos detalhes sobre uma tecnologia que a empresa já vem desenvolvendo há dois anos. Os testes, inclusive, tiveram início em março. O BBR, algoritmo de controle de congestionamento de TCP (protocolo de controle de transmissão) começará a ser usado na plataforma de nuvem do Google. A sigla BBR significa "Bottleneck Bandwidth and Round-trip propagation time", ou "gargalo de largura de banda e tempo de propagação de ida e volta", em tradução livre. 

Basicamente, os algoritmos de controle de congestionamento servem para equilibrar a velocidade na internet entre dois computadores em uma rede de internet, por exemplo. Deste modo, se um deles for muito rápido e o outro lento demais, o sistema será útil para balanceá-los de modo que os dados não se percam no caminho entre os dois.

O sistema, então, acaba nivelando por baixo a performance da internet dos computadores envolvidos em tal troca, em suma, entre o usuário e uma página da web. Através do novo algoritmo do Google, o controle de congestionamento é feito de modo mais eficiente para que a perda de informações seja calculada de modo mais rápido.

O algoritmo já é utilizado pelo Google.com e pelo YouTube, e agora também estará disponível para sites que utilizam o GCP (Google Cloud Platform) como servidor em nuvem.

De acordo com Jason Cohen, diretor de tecnologia da WP Engine, plataforma que administra a plataforma WordPress, e que é cliente do GCP, o BBR permite que os sites feitos e hospedados no WordPress "carreguem na velocidade da luz".

Neal Cardwell, que lidera a equipe de engenheiros responsáveis pela criação do BBR, diz que a tecnologia faz com que o site do Google e do YouTube consigam carregar 4% mais rapidamente que antes. Em locais onde a velocidade média de internet já é mais alta, o ganho pode ser em torno de 14%.

Cardwell, em entrevista ao site Business, disse que o Google espera que o BBR se torne o algoritmo padrão para controle de congestionamento em todos os servidores da rede do mundo.

Mais sobre: google, internet, youtube, nuvem
Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
Quantos celulares a Motorola tem em linha?
5(14,84%)
10(58,13%)
15(11,52%)
20(7,52%)
26(7,99%)