A exclusividade de acesso ao Google Stadia está prestes a acabar. O acesso que antes se dava somente através de dispositivos Google Pixel da empresa vai acabar.

Ainda nesta semana, dia 20 de fevereiro, para ser mais específico, milhões de novos usuários terão acesso aos servidores do Stadia pela primeira vez por meio de seus smartphones.

Tudo isso é possível porque a Stadia está aumentando sua lista de smartphones com suporte ao serviço, buscando assim atrair novos usuários para o serviço de streaming de jogos.

Veja aqui os smartphones que passarão a receber suporte do Stadia no final desta semana:

Como você pode ver, estão listados todos os smartphones da linha Galaxy S da Samsung desde o Galaxy S8 até os novos Galaxy S20 e, também, os Galaxy Note 8, Note 9 e Note 10 e suas respectivas variantes.

Além disso estão presentes na lista os smartphones gamers, que incluem o Razer Phone e os dois RogPhones da ASUS.

É necessário assinar o serviço ou conseguir um
É necessário assinar o serviço ou conseguir um "passe de amigo" de alguém que já assina o serviço para ter acesso aos jogos

Mas existe um porém, não é só porque seu smartphone está na lista acima que você poderá ter acesso ao conteúdo do Stadia, você ainda precisará preencher alguns outros requisitos:

  • Conta ativa no Stadia, que ainda custa US$129 pelo Google Premier Edition (que inclui um Stadia Controller e Chromecast Ultra)
  • Ou Buddy Pass de um assinante atual do Stadia e um controle compatível ou comprar o Stadia Controller que custa US$ 69.

Se você possui um console e não deseja gastar dinheiro com um novo controle, a FAQ do Stadia afirma que qualquer controle compatível com HID funcionará para jogar via cabo USB no Chrome ou em um dispositivo móvel.

Lembrando que você pode usar esses controles compatíveis com HID ao se conectar via cabo USB em seu computador usando o Google Chrome ou celular. Para usar sua TV, você precisará usar o Stadia Controller e o Google Chromecast Ultra.

A notícia é ótima! Mas infelizmente parece que o serviço ainda não está disponível no Brasil. Pelo menos não até a publicação deste texto. Em breve teremos mais informações. O negócio é cruzar os dedos e torcer para que o suporte se estenda para outras localidades e claro o Brasil.