Antigo funcionário da Noughty Dog diz que foi vítima de assédio sexual

Estúdio nega as acusações de David Ballard.

Por | @fsbeling Games

Um antigo colaborador da Noughty Dog diz que sofreu assédio sexual enquanto trabalhava na companhia. Recentemente, David Ballard revelou em sua conta no Twitter que o incidente o levou a ser demitido na empresa, momento em que os recursos humanos da Sony ofereceram-lhe 20 mil dólares para não comentar o caso.

O escândalo de assédio sexual envolve Harvey Weinstein. Ballard salienta em seu Twitter que a coragem das vítimas do produtor o levou a também revelar o seu caso.

Em resposta, a Naughty Dog e a Sony comentaram "Lemos recentemente nas redes sociais que um ex-funcionário da Naughty Dog, David Ballard, afirma ter sido vítima de assédio sexual quando trabalhou na Naughty Dog. Não temos evidências de ter recebido alegações de que o sr. Ballard tenha sido assediado na Naughty Dog e na Sony Interactive Entertainment".

A Naughty Dog ressalta "É da maior importância manter um ambiente seguro e produtivo no local de trabalho que permita canalizar a nossa paixão partilhada pela criação de jogos".

O ex-funcionário David Ballard trabalhou seis anos na Naughty Dog em jogos da saga The Last of Us e Uncharted.

Mais sobre: jogos games NaughtyDog
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo