Como transformar mídias sociais que deprimem em uma influência positiva

Não deixe o Facebook, Instagram ou Twitter transformarem você. Identifique seus aspectos negativos e utilize isso como influência positiva.

Como transformar mídias sociais que deprimem em uma influência positiva

Quando uma pessoa que você conhece desaparece das redes sociais e outras pessoas pensam em fazer o mesmo, sem dúvida acende um alerta sobre que tipo de sentimento o acesso frequente a quantidade excessiva de informação faz com a nossa cabeça.

Eu mesmo essa semana lancei um post dizendo "2020, bora sair do Facebook?
Quem nunca? KKKKK". Fiz isso porque várias pessoas dizem que vão sair e simplesmente não conseguem. Essa dependência, assim como qualquer outro tipo de dependência é ruim.

Você já saiu do Facebook alguma vez?!
Você já saiu do Facebook alguma vez?!

Eu simpatizo com isso. Existem razões profissionais para não sair das redes sociais, então a ideia é, conseguir administrar tudo que é ruim, negativo, agressivo e focar no lado bom da coisa. E saiba, só de conseguir identificar a negatividade dentro das redes sociais, já é um ponto positivo.

O excesso de informação sempre foi um problema, não só para mim, mas para todos, é fácil deixar coisas negativas nos atingirem. Se a vida real já nos consome, adicionar melancolia digital pode piorar e muito as coisas.

Mas as coisas não precisam ser desse jeito, com uma certa dose de cuidado e um esforço consciente, dá pra tornar alguns aspetos das mídias sociais bastante positivas, ou na pior das hipóteses, neutros.

O Facebook por exemplo tem mais de 1,5 bilhão de usuários ativos por dia, certamente você tem uma conta na rede social. O Facebook se tornou parte integrante da existência moderna, suas peculiaridades se tornam parte dos costumes sociais.

Piadas sobre "hostilizar" alguém, ramificações políticas e sociais que o acompanham, estão por toda parte. Bloquear pessoas é quase tão grave quanto impedir que outras pessoas vejam ou comentem suas postagens. E, em algumas situações, esses caminhos podem ser úteis. A maneira mais fácil de tornar o Facebook habitável, porém, é muito mais furtiva: Deixar de seguir!

Embora o Facebook tenha atualizado seu algoritmo muito recentemente, ele ainda insiste em exibir tudo que seus amigos estão comentando ou compartilhando e, mesmo que seus amigos estejam discutindo o tempo todo com estranhos, você acaba vendo isso.

A solução? Simples, você só precisa deixar de seguir a pessoa ou pessoas em questão. Se você deixar de seguir alguém, não verá as postagens nem as conversas deles. Você ainda é será seu amigo e eles ainda poderão ver suas postagens, mas você não verá os comentários deles nos feeds de estranhos. Assim você evitar contato com conteúdo negativo.

Se você possui um amigo que apenas publica coisas negativas? Ou alguém que apenas escreve comentários rudes? Vá para a página deles e clique em deixar de seguir. Seu feed ficará muito mais silencioso e muito mais agradável.

A rede mais fácil de se livrar de conteúdo negativo é o Instagram, você simplesmente segue quem você quer e com isso não recebe uma inundação de publicações de terceiros com conteúdo negativo.

Mas o que parece simples de uma maneira geral, levanta uma outra questão. Você já deve ter ouvido o ditado "a grama do vizinho sempre é mais verde do que a nossa". Pois bem, essa é a razão do Instagram existir, visto que raramente você vê gente reclamando, conteúdo negativo, ou de qualidade duvidosa. Eu costumo dizer que o Instagram é uma rede de fantasia. E, se você passar a pensar desse jeito, garanto que você passará a se sentir melhor quando lhe vier sentimentos como inveja ou desdenho.

Se alguém por exemplo apenas postar fotos de suas viagens incríveis e isso te frustra, deixe de seguir aquele perfil e pronto! Tudo resolvido. Você também pode limitar quem vê suas postagens para reduzir as pessoas comentando e até silenciar Feeds e Stories de outras pessoas, se desejar, como deixar de seguir um perfil no Facebook.

A exceção é a guia Pesquisa, que mostra fotos aparentemente aleatórias de contas aleatórias. Pessoas reclamam que o Instagram destaca apenas influenciadores e dicas de beleza na página de Pesquisa.

Mas a página de pesquisa não é tão aleatória assim, aqui na minha por exemplo basicamente aparecem carros, smartphones, computadores e tudo ligado a tecnologia que eu sigo.

Se o Instagram estiver mostrando coisas que você não gosta, não clique nelas. Clique em outra coisa. Não vai demorar muito para ajustar e mostrar isso a você. Se você quiser se livrar do que não gosta mais rapidamente, pode até fazer com que o aplicativo mostre menos.

Enquanto é simples de tornar o Instagram positivo, o Twitter não é. É muito mais difícil evitar o que você não quer ver. Você pode seguir um amigo que posta sobre tecnologia 99% das vezes, e de repente ele posta algo sobre política. Vai aparecer em seu feed.

Para começar, a regra de deixar de seguir o Facebook e o Insta também se aplica aqui. Silenciar e bloquear contas é um bom ponto de partida. Isso elimina os tweets mais tóxicos. Você também pode silenciar as palavras. Isso consome muito tempo, mas permite filtrar o que quer que seja que o incomode de maneira mais assertiva.

Para tornar o Twitter o mais agradável possível, deixe de seguir contas que por um período negro de sua vida você achou interessante e que agora ao surgir em seu feed você pensa "nossa que absurdo". Deixe de seguir e pronto.

Criar alter-egos pode ser uma decisão muito ruim psicologicamente
Criar alter-egos pode ser uma decisão muito ruim psicologicamente

As dicas acima são sobre como fazer com que esses serviços mostrem o que você deseja ver. Mas o que você mostra ao mundo? Esta é certamente uma pergunta muito diferente. Muitas pessoas podem se esconder atrás de seus avatares e criar alter-egos que por sua vez são um espelho do que a pessoa é. Entenda espelho como imagem contrária e não o simples reflexo.

Acredito que esse seja o maior problema das redes sociais, enquanto é simples você deixar de seguir pessoas ou assuntos que não lhe agradam, é bastante complicado "olhar o próprio umbigo" e enxergar que existe algo errado.

Você deve se policiar, você deve ter a capacidade de perceber que aquilo que você acabou de escrever em um post não é uma coisa que você diria para a pessoa caso ela estivesse bem na sua frente.

Uma rede social que lida predominantemente com a imagem, como o Instagram isso fica bastante claro, vemos só as melhores fotos, melhores perfis, melhores poses, melhores carros, melhores smartphones, melhores computadores, melhores carros.... haja coisa boa nesse mundo gente! Mas lembre-se, sonhos! Uma rede social de sonhos. Dá pra exemplificar bem com comida, sabe aquele hambúrguer da foto? Você olha e diz, quero! Pois é, mas quando chega ele não é nem de perto igual ao da foto. Mas se no mundo real você não se frustra, então é bom que você assuma isso como uma verdade dentro do Instagram.

E, acima de tudo, pense nisso quando você for postar um texto ou foto nas redes sociais, afinal de contas quem você quer enganar? Se a resposta for, não quero enganar ninguém, ótimo! Se você não tem ideia, busque conversar com alguém, busque opiniões de parentes e amigos. Agora se você faz e não está nem aí pra nada, honestamente eu não sei o que dizer para você além de, lamento.

Como aumentar a memória RAM no seu celular 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário