Após horas de instabilidade, Facebook explica a razão para o problema

Passada a turbulência, o Facebook atribuiu o tempo de inatividade de seus serviços a uma “mudança na configuração do servidor”. Instabilidade permaneceu por horas.

Por | @oficinadanet Facebook Pular para comentários

Na quarta-feira (13), muitos usuários do mundo todo enfrentaram problemas nas plataformas de Mark Zuckerberg, incluindo o Facebook, Instagram e WhatsApp. O problema teve início por volta das 12hs e deixou alguns usuários sem acesso aos serviços ou impossibilitados de efetuarem algumas ações, como a postagens de imagens, comentários, mensagens de voz, entre outras.

Após quase 24 horas de instabilidade, tudo voltou ao normal. Na tarde de ontem, alguns rumores circularam pelas mídias sociais justiçando os problemas ao ataque na escola em Suzano, SP, em que dois atiradores fizeram várias vítimas. O conteúdo explicava que as redes sociais estavam inacessíveis em virtude da alta disseminação de vídeos e fotos do atentado. Porém, um episódio não estava ligado ao outro.

Passada a turbulência, o Facebook atribuiu o tempo de inatividade de seus serviços a uma “mudança na configuração do servidor”. “Agora resolvemos os problemas e nossos sistemas estão se recuperando. Sentimos muito pelo inconveniente e agradecemos a paciência de todos ”, disse a empresa via Twitter.

Após horas de instabilidade, Facebook explica a razão para o problema.Após horas de instabilidade, Facebook explica a razão para o problema.

Além dos problemas diretamente no Facebook, Instagram e WhatsApp, os donos de fones de ouvido Oculus VR também foram afetados. Usuários que costumam acessar o Tinder ou o Spotify através das credenciais do Facebook também não conseguiram fazer o login.

Com os problemas no Facebook, muitos usuários recorreram ao Twitter. Além disso, o Telegram também ganhou milhares de usuários em um dia.

No Brasil, após o triste episódio envolvendo os alunos de uma escola em Suzano, SP, o fato do Facebook não estar funcionando de modo normal não foi o mais importante. Mesmo assim, podemos constatar a grande influência que as plataformas de Mark Zuckerberg exercem na nossa vida, e como a falta de uma comunicação contínua pode nos afetar.

Fonte: The Verge 

OFICINA DA NET NO YOUTUBE
Gosta de tecnologia, smartphones e hardware? Então inscreva-se agora!

Não, obrigado