Oficina da Net Logo

Senado dos Estados Unidos propõe lei de proteção de dados dos usuários

Deste modo, dois senadores, um democrata e outro republicano, planejam criar um projeto de lei bipartidário para proteção da privacidade online.

Por | @oficinadanet Facebook Pular para comentários

Após o escândalo do Facebook, o tema vazamento de dados acabou sendo muito comentado e, claro, gerando muita preocupação entre as autoridades e os próprios usuários da internet. Exemplo disso, alguns integrantes do Senado norte-americano não aparentaram confiança com o testemunho dado por Mark Zuckerberg ao Congresso.

Deste modo, dois senadores, um democrata e outro republicano, planejam criar um projeto de lei bipartidário para proteção da privacidade online.

Senado dos Estados Unidos propõe lei de proteção de dados dos usuários.Senado dos Estados Unidos propõe lei de proteção de dados dos usuários.

Leia também: Leia em destaque: Como baixar vídeos do Facebook sem programas [ATUALIZADO 2018].

O projeto em questão irá contar com sete componentes principais e está sendo arquitetado pelos senadores Amy Klobuchar (D-MN) e John Kennedy (R-LA). Uma das ideias do regulamento seria garantir aos usuários a possibilidade de desligar qualquer rastreamento de dados por parte de empresas como o Facebook.

Mark Zuckerberg, ao ser questionado sobre a possibilidade, acabou não respondendo com veemência. Apenas disse que essa questão é complexa demais para dar uma resposta definitiva.

Nas palavras dos senadores, o projeto pretende "aumentar a transparência e fortalecer as opções de recurso dos consumidores quando houver violação de dados”.

Veja abaixo os principais pontos do projeto de lei:

  • Conceder aos consumidores o direito de manter suas informações privadas desativando o rastreamento e a coleta de dados
  • Proporcionar aos usuários maior acesso e controle sobre seus dados
  • Termos de serviço em linguagem simples
  • Garantir que os usuários tenham a capacidade de ver quais informações sobre eles já foram coletadas e compartilhadas
  • Os usuários deverão ser notificados sobre uma violação de suas informações dentro de 72 horas
  • Oferecer soluções para usuários quando ocorrer uma violação
  • Exigir que as plataformas online tenham um programa de privacidade em vigor

"As mídias sociais e outras empresas online estão aproveitando os dados dos americanos. Tudo isso deixando os consumidores no escuro", disse a senadora Klobuchar. "Os consumidores têm o direito de saber se suas informações pessoais estão sendo vendidas e têm o direito de ver facilmente quais dados já foram vendidos os distribuídos”.

"Eu não quero regular o Facebook até a morte, mas há coisas que precisam ser mudadas. Nosso projeto ajudará a proteger a impressão digital de dados online dos americanos", complementou o senador Kennedy no comunicado.

Hey, acompanhe todas as notícias do Oficina da Net no Telegram. Inscreva-se grátis.

MAIS SOBRE: #Facebook  #senado  #EUA  #privacidade
Comentários