Facebook revela apoio a projetos que visam falta de informação no Brasil

As medidas foram desenvolvidas após uma mesa redonda que foi promovida pelo próprio Facebook no mês de setembro do ano passado, em São Paulo.

Por | @oficinadanet Facebook

Como bem sabemos, o Facebook está repleto de notícias que não são verdadeiras, e que acabam se espalhando com muita velocidade. A rede social de Mark Zuckerberg já revelou várias iniciativas para solucionar o problema das chamadas Fakes News. A novidade da vez é que, nesta quinta-feira, o Facebook declarou apoio a dois projetos de News literacy:  Vaza, Falsiane! e Fátima.

As medidas foram desenvolvidas após uma mesa redonda que foi promovida pelo próprio Facebook no mês de setembro do ano passado, em São Paulo. O evento teve a participação de acadêmicos, especialistas e representantes de agências de checagem de fatos e de associações jornalísticas. O objetivo era discutir o problema de desinformação no Brasil e as suas possíveis soluções, principalmente no que diz respeito a educação.

Facebook revela apoio a projetos que visam falta de informação no Brasil.Facebook revela apoio a projetos que visam falta de informação no Brasil.

Leia também:

Estamos confiantes de que esses dois projetos ajudarão as pessoas no Brasil a tomar decisões mais conscientes sobre o conteúdo que consomem na internet e fora dela”, ressalta Claudia Gurfinkel, líder de parcerias com veículos de mídia do Facebook para América Latina. “Temos dialogado com academia, agências de checagem, ONGs, empresas de tecnologia e empresas de mídia sobre o que podemos fazer juntos para reduzir a desinformação, e participaremos de mais iniciativas nessa área em 2018.”

Para quem não conhece, O Vaza, Falsiane! É um curso ofertado para todo o público, e tem como objetivo ampliar a competência para a leitura de notícias, bem como incentivar a crítica sobre fontes de informação.

Identificar as ‘Falsianes’ que circulam no noticiário é competência fundamental no mundo de hoje. Assim como identificar seus diferentes subtipos, que vão de informações claramente falsas a verdades editadas e dados enviesados”, explica o professor Paganotti.

Já o Fátima é um bot do Messenger criado para orientar os usuários a respeito de como trafegar no universo de informações online.

Mais do que dizer se uma notícia é falsa, verdadeira ou algo no meio do caminho, será possível mostrar como reconhecer fontes confiáveis e se adaptar ao ambiente informativo”, analisa a jornalista Tai Nalon, diretora executiva e cofundadora do Aos Fatos.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar