A assistente virtual Alexa pode ser chave para investigações policiais

Um possível homicídio na Flórida, EUA, ocorreu em um cômodo com um dispositivo da Amazon que possui a assistente virtual integrada. Assim, possivelmente gravações foram feitas sobre o ocorrido.

Por Curiosidades Pular para comentários
A assistente virtual Alexa pode ser chave para investigações policiais

Possuir um assistente virtual, como a Alexa da Amazon, significa também que o rastro digital se estende para toda sua casa. Isso tem se mostrado importante para investigações criminais, onde a Alexa pode se tornar a chave para a solução do caso.

Em julho, Sylvia Galva Crespo, de trinta e dois anos, foi morta na sua própria casa com uma lança no peito. O marido, Adam Crespo, de quarenta e três anos, é o principal suspeito neste possível homicídio. Esse caso mais recente aconteceu na Flórida, EUA.

No local exato do crime, um dispositivo Amazon Echo, com a Alexa presente, tornou-se uma testemunha virtual do ocorrido. A Alexa é ativada chamando por seu nome, então acredita-se que com gravações latentes de áudio, seja possível ter mais pistas sobre o possível assassinato. Essas gravações podem ser encontradas no servidor mantido pela Amazon.

A polícia afirma que o casal havia discutido antes do ocorrido, e pelo barulho e horário estimado da morte, a Alexa pode ter captado tudo. Mas isso pode ter ocorrido somente se alguma palavra se assemelhou ao nome Alexa, ou se de fato de chamou pelo nome Alexa, assim como as vezes a Siri ou a Google Assistente de nossos smartphones são ativadas por engano.

As investigações ainda estão ocorrendo e novas informações serão divulgadas somente quando a polícia assim decidir.

Recomendamos ler:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Comentários:
Carregar comentários