Oficina da Net Logo

Qual a diferença entre Android Auto e Apple CarPlay?

Você conhece os sistemas operacionais automotivos Android Auto e Apple CarPlay? Conheça as diferenças entre eles.

Por | @oficinadanet Carros Pular para comentários

Independente se for para viagens emocionantes para apenas para encontra um amigo nas proximidades, usamos navegação GPS o tempo todo. Um sistema de navegação funciona como uma luz no fim do túnel quando estamos perdidos, e além disso, ele nos ajuda a evitar congestionamentos, viajar com segurança e otimizar nossa rota para chegar ao destino mais rápido. Mas você sabe qual a diferença entre Android Auto e o Apple CarPlay?

Já se passaram alguns anos desde que os dois assistentes de direção digitais mais usados do mundo ​​começaram a rodar em seus modernos sistemas de infoentretenimento. Mas, apesar de um bom número de pessoas já estar familiarizado com o Android Auto e o Apple Carplay, a diferenciação ainda pode ser bastante confusa.

12 Recursos escondidos no Android Oreo que você precisa conhecer

Então, perguntamos qual é exatamente a diferença entre o Android Auto e o Apple Carplay? Vamos avaliar cada sistema. Cada sistema usado em seu carro terá suas próprias diferenças sutis que afetarão a decisão final. Isso é especialmente verdadeiro quando você considera que ambos são essencialmente semelhantes, exceto pelas atualizações desenvolvidas para cada aplicativo. Leia em destaque: Ford Mustang GT Premium: As tecnologias de um esportivo.

Se seu carro possui um firmware para o sistema de infoentretenimento embutido, tanto a Google quanto a Apple mostram que seu automóvel poderia usar um pouco de aprimoramento e otimização, com o Android Auto ou o Apple Carplay. O aplicativo Android Auto pode ser baixado aqui. E o sistema da Apple poe ser acessado aqui.

Apple CarPlay

O Apple Carplay foi o produto de um processo de desenvolvimento de quase uma década, que visava modernizar carros com um toque de infoentretenimento atualizado.

Como tal, este "sistema de assistente automotivo" é tecnicamente destinado a substituir todos os sistemas de design similar usados ​​anteriormente pelos carros. O Carplay foi desenvolvido e otimizado para ser mais fácil de usar, mais fácil de acessar e, o mais importante, mais seguro de usar no seu automóvel.

Em outras palavras, é um iPhone lançado diretamente em seu painel. Bem, mais especificamente, a mídia de som, sistema de notificação e orientação de navegação de do sistema da Apple.

O Apple Carplay pode tocar música para você, usar um sistema de navegação com instruções passo-a-passo, ler em voz alta suas mensagens recebidas e até mesmo responder a perguntas como a Siri faria em um iPhone.

Além disso, tudo foi construído em uma interface que é principalmente ativada por voz, bem como em um layout visual muito simplificado, mas ainda muito familiar.

Android Auto

O concorrente do Carplay, o Android Auto foi lançado exatamente um ano depois, em 2015, com praticamente o mesmo design, recursos e aplicativos. Os tipos de aplicativos usados ​​são praticamente os mesmos, embora os aplicativos específicos sejam diferentes.

O Android Auto também usa navegação e acesso do Android, como o Google Maps, e o uso total do Google Assistente. O método de uso é semelhante ao Carplay; Basta conectar o seu smartphone Android 5.0 e superior ao seu carro.

Enquanto a interface é a diferença mais óbvia, o Android Auto também faz uso de um método de instalação ligeiramente diferente. Ele precisa ser baixado primeiro como um aplicativo no seu smartphone, com o firmware do sistema do carro atualizado para suportar o Android Auto.

Os usuários do Android também podem achar que a configuração pode ser um pouco diferente, dependendo das preferências iniciais definidas ao instalar e usar o Android Auto pela primeira vez. Essas opções podem afetar o modo como você usa o Android Auto em recursos e situações específicos, embora, em geral, ele ainda ofereça a mesma funcionalidade que o Apple Carplay.

 

Você pode conectar seu Android ao Apple CarPlay e vice-versa?

Não. Um dispositivo Android não pode ser conectado para acessar o sistema de infoentretenimento instalado pela Apple Carplay, e um iPhone não pode ser usado no Android Auto. No entanto, existe a opção de instalar qualquer um dos dois sistemas de carro, Carplay ou Android Auto, com compatibilidade dupla. Nesse caso, basta determinar qual deles você realmente deseja usar, e não usar o outro sistema posteriormente.

Por exemplo, se você tiver muitos produtos da Apple, mas realmente tiver um motivo para preferir usar o Android Auto, seria melhor ter um Android extra na mão para usar no carro.

Comparação de recursos entre Apple CarPlay e Android Auto

1. Controle de Voz: Google Assistant vs Apple Siri

Para começar, devemos analisar um dos aspectos de segurança mais importante dos sistemas automotivos, o controle de voz. Com um robusto sistema de controle ativado por voz, o motorista mantém sua atenção na estrada, sem a necessidade de acessar visualmente a interface. No momento, Siri e Google parecem fazer esse trabalho muito bem.

Apple Siri

Funcionalmente, o que você pode fazer com a voz da Siri no iPhone, você também pode fazer no Apple Carplay, embora simplificado para uso rápido. Ouvir mídia é bastante simples, por exemplo. Você pode mandar a Siri abrir e executar o aplicativo de música, ou dar comandos de reprodução específicos. .

Comandos básicos de navegação estão disponíveis, como solicitar à Siri para encontrar restaurantes próximos em sua região. Ao lidar com notificações de mensagens, a Siri pode perguntar se você deseja responder, o que permitiria enviar mensagens por meio de voz. A Siri então transcreverá a mensagem em sua própria voz, para ser enviada ao destinatário ditado.

Assistente do Google

Já o Android Auto possui integrado o Assistente do Google do Android, bem como sua interface de voz. Como acontece com qualquer outro dispositivo Android compatível com ele, dizer "Ok Google" ativará seu modo de escuta por padrão. Como a Siri da Carplay, ele responderá a qualquer consulta dada em forma de voz, e não será escrito, para a segurança do motorista.

No entanto, observe que, na configuração, um processo de verificação curto é necessário, pois você grava sua própria voz com "Ok Google" três vezes para reconhecimento.

Novamente, os comandos de acesso multimídia são praticamente os mesmos, abrem aplicativo de música, e basta pedir por música ou o artista, e uma faixa específica será reproduzida para você. Enviar e receber e-mail também é o mesmo; você fala o texto da mensagem e diz o nome do destinatário.

2. Controles Práticos

Se houver disponibilidade de atenção suficiente, você também pode acessar o aplicativo através da tela sensível ao toque do carro. A interface é intuitiva, pois é mais semelhante a qualquer layout de qualquer sistema operacional atualmente. A maior diferença é que eles são feitos para facilitar a navegação por toque. Tudo é muito mais simples e exibido, já que o aplicativo é destinado ao uso de carros.

O tradicional fundo preto com os principais ícones de aplicativos na tela inicial é o principal tema visual do Apple Carplay. Um menu de barra lateral fornece acesso a informações adicionais e opções relevantes para o usuário. Existem seis ícones neste menu, que são, de cima para baixo:

  • Opções
  • Aplicativos usados ​​mais recentemente (dois ícones)
  • Indicador de tempo
  • Status de conectividade atual
  • Botão inicial.

Dentro desta tela principal, observe que as notificações de mensagem aparecem como uma grande caixa de texto acima da tela. Você geralmente vai tocá-lo uma vez antes de poder acessar os comandos de voz da Siri, para enviar e receber mensagens.

No Android Auto ocorre algo parecido No entanto, ela é sobreposta em um plano de fundo azul ou roxo, com as opções adicionais no lado inferior. Os ícones também são muito diferentes, que são, da esquerda para a direita:

  • Google Maps
  • Chamada telefônica
  • Botão home (centro)
  • Botão de música (apps)
  • Botão de retorno ao menu principal

Ele também tem uma tela inicial, na qual exibe apenas a hora e a data, bem como um conjunto de notificações recentes e links de acesso aos comandos feitos anteriormente. O botão de microfone, sempre presente do Android, também está localizado no canto superior direito da tela, se você precisar de um acesso mais direto ao Assistente do Google.

3. Chamadas e Textos

Como mencionado anteriormente, os métodos de comunicação são tratados principalmente por meio de comandos de voz e transcrição. A configuração padrão é que ambos os sistemas não permitem a representação visual de qualquer tipo de mensagem de texto e, em vez disso, são falados apenas por voz. Isso é feito para simplificar o procedimento de processamento de mensagens, e torná-lo mais seguro para o motorista.

A maioria das alterações e diferenças está no visual, na interface e na maneira pela qual as mensagens podem ser enviadas.

No Apply Carplay, o sistema praticamente se trata como um iPhone. Você dita um comando para enviar uma mensagem, dita a mensagem e ela é enviada. Se você receber uma mensagem, você receberá a notificação da caixa de texto e, com um toque nela, será solicitada a opção de responder.

No Android Auto, a menos que você faça ou receba uma chamada telefônica, todas as respostas a mensagens de texto estarão disponíveis apenas por meio de mensagens predefinidas. Essas mensagens podem ser feitas, adicionadas ou editadas manualmente quando você não está dirigindo, ou ao acessar as opções do aplicativo diretamente no seu smartphone.

A palavra chave aqui é simplicidade. Você tem tudo o que precisa para enviar mensagens de texto e chamadas, e tudo é otimizado para usar o menor número de comandos de voz e / ou botões, com acesso mínimo aos aplicativos de mensagens nativos e de terceiros.

4. Navegação e Orientação

Talvez a principal característica de qualquer sistema de assistentes no carro, o uso de um sistema de navegação é bastante descritivo, obvio e direto. Não muito diferente, mais uma vez, as orientações "curva à curva" e orientação no estilo de layout dos smartphones, mas há alguns pontos a serem considerados.

Por exemplo, o Apple Carplay usa o Apple Maps para fornecer navegação ao seu veículo. Se isso também é o que você está usando normalmente no iPhone conectado ao carro, então não há muito mais para explicar aqui. Arraste e belisque para ampliar ou reduzir, aponte para locais para direções e toque nos menus para obter mais informações.

O Android Auto usa o Google Maps, é claro, e esse talvez seja um dos pontos melhores desse sistema em particular. Qualquer pessoa que tenha usado o aplicativo de GPS do Google também deve estar igualmente familiarizado com a aparência, a sensação e os controles no Android Auto.

Além disso, é bastante engraçado considerar que, como nem todos os sistemas de infoentretenimento têm GPS embutido, seu telefone decididamente se torna o computador principal do seu carro, no momento em que você instala o Android Auto ou o Apple Carplay nele. 

5. Mídia de Áudio

Se a navegação é a principal característica, o áudio é fundamental. Quer você esteja acessando aplicativos de terceiros, ou algo nativo do sistema operacional, a reprodução de áudio para nossos dois sistemas automotivos deve ser fácil de lidar. Os aplicativos de áudio também são os mais populares, já que o som e a voz são o principal jogo desses sistemas.

A música no Apple Carplay se apresenta com nos botões "aplicativo usado recentemente", no menu. Se você usa aplicativos de áudio de terceiros, como Spotify, seria mais um botão padrão no lado esquerdo da tela.

Como explicado anteriormente, se você estiver usando o aplicativo de música padrão da Apple, ele mostrará a última música que você ouviu no iTunes com o seu iPhone. E mesmo quando estiver usando um aplicativo de terceiros, o Carplay manterá a música ligada, mesmo quando você voltar ao menu principal.

O mesmo não pode ser dito para o Android Auto. Ele abandona as rotas longas e simplesmente coloca um ícone de música diretamente no menu. Ao contrário do Carplay, você precisa escolher a música novamente.

A conclusão final

Tudo somado, não há tecnicamente um sistema melhor do que o outro. O Android Auto pode ter alguns pontos extras sobre a universalidade de seu sistema de navegação por meio do Google Maps. Mas a otimização e a simplicidade que o Apple Carplay oferece ainda se mantém fiel ao propósito que a Apple sempre teve nos seus sistemas.

Apesar de ter diferentes layouts, interfaces de usuário e métodos de acesso, o Apple Carplay e o Android Auto ainda têm designs funcionais muito semelhantes. Ambos têm layouts de aplicativos de inicialização semelhantes, têm notificações semelhantes, são construídos com sistemas de comando de voz semelhantes e são desenvolvidos com protocolos de design de segurança idênticos.

Em conclusão, a escolha aqui dependeria em grande parte do tipo de smartphone que o usuário está manipulando atualmente como uma unidade principal.

 

Você tem Telegram? Então inscreva-se grátis aqui no canal do Oficina da Net e recebe todas as notícias pelo mensageiro.

MAIS SOBRE: #carros  #android auto  #apple carplay
Comentários
Carregar comentários