iPhone de garota de 11 anos explode na Califórnia

A Apple disse estar investigando o caso e deu um novo smartphone à jovem. Segundo a maçã, causas prováveis de casos como esse são o uso de carregadores que não são da marca e o reparo do celular por pessoas não-autorizadas.

Por Apple Pular para comentários

O iPhone 6 de uma garota de 11 anos explodiu no último sábado (13). Kayla Ramos disse estar com o celular na mão quando este começou a soltar faíscas. Assustada, ela jogou o aparelho do outro lado do quarto, em cima de sua cama, onde o smartphone pegou fogo.

A jovem é residente da cidade de Bakersfield, na Califórnia. Ela disse que costuma usar o aparelho apenas para assistir vídeos no YouTube e que, ocasionalmente, deixa seus irmãos usarem seu iPhone. Em uma entrevista a um jornal norte-americano, a garota mostrou onde seu smartphone foi jogado: em cima de cobertores. Esses ficaram com buracos feitos pelo celular ao pegar fogo.

A mãe de Kayla Ramos disse ter entrado em contato com a Apple, que por sua vez a instruiu a entregar o aparelho em uma assistência técnica. A empresa disse estar investigando a causa da explosão e ter dado um novo smartphone à garota. 

Além disso, a Apple ainda disse que diversas coisas podem levar iPhones a pegar fogo, como o uso de carregadores falsos ou reparos feitos por pessoas não-autorizadas. A família Ramos, no entanto, alega que seu iPhone 6 não encaixa em nenhuma dessas situações.

Essa não é a primeira vez que um iPhone explode. Na maior parte dos casos, o celular normalmente superaquece por ser colocado sob um travesseiro ou em algum lugar abafado.

A maçã ainda não se pronunciou sobre as causas do incidente.

Fonte: 9to5mac

Compartilhe com seus amigos:
Andressa Isfer
Andressa Isfer Jornalista, amante de séries, filmes, livros e games. Curiosa e sempre pronta para novos desafios.
TWITTER: @andressaisfer
Quer conversar com o(a) Andressa, comente:
Minha foto
    O que é mais importante em um smartphone?
    Bateria(27,75%)
    Câmera(10,93%)
    Performance(56,58%)
    Aparência(2,37%)
    Tela(2,37%)