CADASTRE-SE

3 Categoria: Artigos » Gerência

O que será da Apple sem Steve Jobs?

Por Rafaela Pozzebon
Data:

O conhecido CEO da Apple, Steve Jobs, irá deixar o seu cargo. Ele é o responsável por centenas de mudanças e desafio da empresa, um verdadeiro herói do mundo tecnológico. O dia 24 de agosto será sempre lembrado pela anúncio da despedida do ícone da tecnologia.

http://www.oficinadanet.com.br//imagens/coluna/3241/td_stevejobs.jpg

O conhecido CEO da Apple, Steve Jobs, irá deixar o seu cargo. Ele é o responsável por centenas de mudanças e desafio da empresa, um verdadeiro “herói do mundo tecnológico”. O dia 24 de agosto será sempre lembrado pela anúncio da despedida do ícone da tecnologia.

A carta de despedida do CEO da Apple não deixa claro o real motivo da sua saída, porém, como sabemos, ele foi diagnosticado com um câncer em 2004 e desde então, vem lutando contra essa terrível doença. Jobs alegou em sua carta “não ter mais condições de exercer o cargo”.

Colegas na área manifestaram imensa admiração por Jobs após seu anúncio de despedida. “Steve Jobs é o maior líder que nossa indústria já teve. É o fim de uma era”, disse o CEO da empresa de computação na nuvem Salesforce.com, Marc Benioff, via Twitter. “O super-herói dos negócios Steve Jobs mudou a vida das pessoas ao redor do mundo mais do que qualquer homem de negócios vivo”, afirmou Bill Gross, executivo da Idealab, pelo Google Plus.

Steve Jobs iniciou sua carreira no ano de 1976 quando, ele e um amigo de faculdade, Steve Wozniak, fundam a Apple Computer. O primeiro produto da empresa não teve grande impacto no mundo tecnológico, foi um circuito integrado. Somente no ano de 1977, a empresa lançou o primeiro computador pessoal, o Apple II, ele contava com um gabinete de plástico com tela colorida.

Logo adiante, no ano de 1983, a Apple começa a vender o "Lisa", um desktop corporativo com interface gráfica. Em 1984 a Apple lança o computador pessoal Macintosh, o primeiro e único computador geral com recursos de desenho, tipografia, além de uma interface gráfica abundante. O ano de 1985 foi marcado pela saída de Jobs da Apple, ao que tudo indica, por desentendimentos internos.

Somente no ano de 1996, Steve Jobs voltou a Apple, neste meio tempo, ele fundou uma outra empresa de computadores, a NeXT. Em 1986 ele adquiriu a Pixar da Lucasfilm, que após alguns anos ficou famosa por uma nova linguagem de animação 3D para desenhos animados. Na década de 1990, a Pixar produziu o primeiro filme infantil animado na sua totalidade por computador, Toy Story.

O ano de 1997 foi de alguns problemas para a Apple, uma perda recorde de capital, assim, Jobs foi nomeado presidente-executivo interino da Apple. Em novembro do mesmo ano, Jobs apresenta uma nova linha de computadores Macintosh nomeada de G3 e também um site que possibilita às pessoas comprarem diretamente da Apple.

No ano de 1998 a Apple inova apresentando o desktop iMac, com o novo sistema operacional Mac OS 9. Em 2000 foi lançado o Mac OS X. No ano seguinte, em 2001, A Apple lança o tocador portátil iPod. Aproveitando a onda do iPod, A Apple abre a loja online iTunes Store, permitindo a usuários comprar e baixar músicas, livros em formato de áudio, filmes e programas de TV pela Internet.

No ano de 2004 Jobs anuncia ter passado por cirurgia de remoção do tumor de seu pâncreas. No ano de 2007 a Apple começou a comercializar telefones celulares, o iPhone, com a tecnologia touch screen. No ano de 2008 a empresa abre uma loja de aplicativos. No início de 2009, Jobs tira outra licença saúde. No mesmo ano, em junho, o CEO volta após um transplante de fígado. No mesmo ano, a Apple lança o iPhone 3GS. O ano de 2010 foi marcado pelo início das vendas do iPad, um tablet com tela sensível ao toque de 10 polegadas.

Em janeiro de 2011 Jobs anuncia mais uma licença por motivo de saúde. No mês seguinte a Apple lança um serviço muito aguardado de assinaturas de revistas, jornais, vídeos e música. Em março de 2001 Apple apresenta o iPad 2. O lançamento foi um sucesso, no entanto, o que acabou chamando a atenção dos participantes foi também a forma física de Jobs, aparentava um tanto debilitado. Como acompanhamos, Steve Jobs é um grande lutador, tanto na vida profissional quanto na pessoal. Se pudéssemos descrevê-lo somente com uma palavra, esta seria, inovação. Sabemos, claro, que a Apple não é somente formada por Steve Jobs, que há sim, uma grande equipe por trás gerenciando, criando e tentando sempre inovar no mercado tecnológico, porém, quando pensamos em Apple, associamos diretamente a Steve Jobs, o grande líder da empresa. Assim, será que a Apple continuará sendo a mesma após a saída de Steve Jobs?

Esta resposta é difícil de saber. Como vimos, um dia após o anúncio de despedida do CEO da Apple, suas ações já registraram uma queda de 4%, enquanto que seus concorrentes registraram uma elevação. De acordo com analistas de mercado, as principais beneficiadas pela mudança ocorridas na Apple devem ser as concorrentes sul-coreanas. Como citei, as ações da Samsung, assim como também de outros concorrentes asiáticos, subiram nesta quinta-feira (25) na Ásia.

Líderes como Steve Jobs jamais serão esquecidos, serão sempre lembrados por sua força, energia, determinação e inovação. Acredito que, o grande legado que Steve Jobs deixa para a empresa é o seu nome associado a marca pois, seu nome está inteiramente ligado a várias palavras: determinação, inovação, qualidade, confiança, sabedoria, serenidade, audácia, esperança, entre outras tantas.

Deixo aqui meu desejo de força e muita saúde para Steve Jobs. Como sabemos, sua vida foi marcada por muitas conquistas, espero então, que esta seja apenas mais uma batalha em sua vida e que, igualmente a vida profissional, continue sendo um grande vitorioso.

Leia a carta completa:
“Para o conselho diretor da Apple e para a comunidade Apple:
Eu sempre disse que se alguma vez chegasse o dia em que eu não pudesse mais satisfazer meus deveres e expectativas como CEO da Apple, eu seria o primeiro a contar isso para vocês. Infelizmente, esse dia chegou.

Tenho a honra de renunciar ao cargo de CEO da Apple. Eu gostaria de servir, se o Conselho julgar conveniente, como Presidente do Conselho, diretor e funcionário da empresa.

Quanto ao meu sucessor, eu recomendo fortemente que nós executemos nosso plano de sucessão e nomeemos Tim Cook como CEO da Apple.

Acredito que dias mais brilhantes e inovadores da Apple ainda virão. E estou ansioso para assistir e contribuir para seu sucesso em um novo papel.

Fiz alguns dos meus melhores amigos na Apple e agradeço a todos por todos esses anos em que tive a oportunidade de trabalhar com vocês.
Steve.”

Leia a seguir: A importância da informática na empresa nos tempos de hoje


Recomendados para você
Ainda restam dúvidas? Pergunte aqui em nosso fórum



Comentários:

TOPO