Enxame Beta Tauridas: Chuva de meteoros pode atingir a Terra em Junho?

Uma chuva de meteoros que está próxima da Terra está deixando muitos astrônomos e pesquisadores preocupados. O Enxame Beta Tauridas passa perto da Terra em 28 de Junho, e traz riscos.

Por Tecnologia Pular para comentários
Enxame Beta Tauridas: Chuva de meteoros pode atingir a Terra em Junho?

Uma chuva de meteoros que se aproxima da Terra pode ter um impacto catastrófico em nosso planeta, alertaram os astrônomos. O Enxame Beta Tauridas é uma chuva de meteoros que ocorre todos os anos, entre 5 de junho e 18 de julho, quando a Terra passa por um grande fluxo de detritos deixado por um cometa.

Esta chuva de meteoros é menos conhecida do que algumas outras porque atinge o pico após o nascer do sol, tornando as "estrelas cadentes" muito mais difíceis de ver. No entanto, os cientistas acreditam que a nuvem de detritos pode conter grandes rochas espaciais, que podem representar uma ameaça significativa à vida da Terra.

Alguns cientistas até sugerem que uma dessas pedras poderia ser a culpada pelo impacto de meteoros mais devastador dos tempos modernos - o Evento Tunguska de 1908, que destruiu uma área maior que Londres e matou 80 milhões de árvores. A onda de choque conseqüente do impacto arremessou pessoas a 64 quilômetros.

Foto histórica dos danos em Tunguska (1929)Foto histórica dos danos em Tunguska (1929)

A explosão que ocorreu em Tunguska foi considerada um evento que ocorre em um a cada 1000 anos. Mas alguns pesquisadores acreditam que este tipo de fenômeno possa ocorrer mais freqüentemente do que se imaginava.

O que é o Enxame Beta Tauridas ?

São os restos de um cometa. À medida que a Terra orbita o Sol, seu caminho orbital passa frequentemente por poeira e detritos deixados por cometas, com matéria pequena e que invade a atmosfera da Terra, queimando em forma de "estrelas cadentes". 

A princípio esses restos de cometas são inofensivos, mas o Enxame Beta Tauridas é uma nuvem excepcionalmente, com grande detritos, provavelmente do Cometa 2P / Encke, que os cientistas acham que pode ser responsável por alguns eventos catastróficos na Terra. 

Vista detalhada da chuva de meteoros sobre a Polônia em 2015Vista detalhada do Enxame Beta Tauridas sobre a Polônia em 2015

A hipótese do cometa gigante ter se transformado no Enxame Beta Tauridas propõe que este cometa se fragmentaria no sistema solar interior, produzindo poeira e pequenos objetos próximos da Terra, incluindo 2P / Encke e outros asteróides, ainda presentes hoje. 

Enxame Beta Tauridas, a chuva de meteoros que pode atingir a Terra em Junho

Neste ano, a Terra terá seu encontro mais próximo com o Enxame Beta Tauridas desde 1975 - Uma aproximação de cerca de 9 milhões de quilômetros, que deve acontecer em 28 de junho.

Pesquisadores das Universidades do Novo México e Ontário Ocidental alertam que poderíamos estar em um evento similarmente catastrófico:

"Se o objeto que colidiu em Tunguska é realmente uma parte do Enxame Beta Tauridas, então na última semana de junho de 2019, existem grandes chances do mesmo evento ocorrer com o nosso planeta".

Por outro lado, os pesquisadores da Western Ontario University vêem a proximidade do Enxame Beta Tauridas como uma oportunidade de investigar o potencial de risco desses meteoros.

"Há fortes evidências que o Enxame Beta Tauridas apresenta potenciais riscos existenciais, mas agora teremos uma oportunidade única de observar e quantificar esses riscos", disse David Clark, um estudante de graduação do Western.

Há motivos para pânico?

Não, acalme-se! Embora os riscos existam, eles são baixos, já que a distância de 9 milhões de km não é um caminho curto a ser percorrido. Mas de qualquer forma, mesmo que não haja impactos, pode ser que vejamos "bolas de fogo no céu, à luz do dia" e "explosões no ar" durante a atividade de pico da chuva de meteoros, de acordo com os pesquisadores.

Não há ameaça iminente de bombardeio por meteoros por enquanto, mas os astrônomos querem saber se isso pode ser um problema, particularmente quando a Terra passa diretamente por esta chuva de meteoros, em novembro de 2032, quando o nosso planeta deve passar muito mais perto. Há razões para sugerir que precisamos estar prontos para algo mais sério no futuro. 

Fonte: Mirror e Forbes

Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Minha foto
  • Minha foto
    Marcos Vinicius Pereira Borges    •    3 meses

    Há alguns eventos simultâneos por ocorrer:
    Esta chuva de meteoros, associada a proteção de OVNIs, e a provável aparição de Extraterrenos, e a data limite preconizada por Chico Xavier; junte-se a isto ao acordo de 7 anos No Oriente Médio, e a aparição do AntiCristo.
    Nunca ocorreu tamanha conjunção de coisas estranhas

Últimas notícias