Oficina da Net Logo

Robô responsável por entrega de comida pega fogo do nada

Os robôs, chamados de KiwiBots, realizam as etapas iniciais de entrega, ou seja, do restaurante até um entregador humano de triciclo. Infelizmente, o robô acabou pegando fogo.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

Um robô de entrega de comida acabou pegando fogo enquanto trabalhava no campus da Universidade de Berkeley, na Califórnia. O pequeno veículo pertence à startup KiwiBot que, de acordo com eles, um incidente fez com que a bateria superaquecesse.

A empresa, através de comunicado, disse que o problema não estava envolvido na tecnologia em si, mas sim de um operador humano que teria instalado uma bateria que não deverão ser mais usada. A boa notícia é que ninguém acabou ficando ferido durante o episódio.

Robô responsável por entrega de comida pega fogo do nada.Robô responsável por entrega de comida pega fogo do nada.

Os robôs, chamados de KiwiBots, realizam as etapas iniciais de entrega, ou seja, do restaurante até um entregador humano de triciclo, e final, do entregador até o destino das entregas, percorrendo distâncias curtas, de menos de 300 metros. O valor do serviço é de US$ 3,80. De acordo com a empresa, já foram realizadas mais de 10 mil entregas desde 2017, desde quando o serviço começou a ser ofertado. Leia em destaque: Como descartar lixo eletrônico?.

Através de um vídeo é possível acompanhar o desfecho do robozinho. Ao pegar fogo, muitas pessoas observaram a cena curiosamente. De acordo ainda com a KiwiBot, o fogo acabou sendo apagado por uma pessoa do próprio campus universitário, assim, quando os bombeiros chegaram ao local, o problema havia sido contornado.

O robozinho era bastante famoso no campus tanto que, os estudantes da universidade prestaram homenagem ao robô e organizaram uma vigília na área em que ele “faleceu”.

De qualquer forma, a startup disse que está investigando o caso, e tirou os outros robôs de circulação. Como medida de segurança, a companhia disse que está tralhando em um software para monitorar as baterias que alimentam os robôs.

Fonte: The Verge 

Próxima notícia »
Comentários
Carregar comentários