NASA confirma que existe água em Marte

Com a descoberta de água no Planeta Vermelho, cientistas acreditam que possa haver a existência de algum tipo de vida.

Por | @oficinadanet Ciência

Nesta segunda-feira (28), a Agência Espacial Americana (NASA) fez uma revelação histórica sobre Marte. Diferentemente do que os cientistas pensavam, Marte possui água.

Em uma entrevista coletiva, os cientistas da NASA afirmaram que as manchas escuras observadas na superfície do Planeta Vermelho podem estar ligadas à existência de água corrente durante o verão de Marte.

NASA confirma que existe água em Marte

Leia também:

“Marte não é o Planeta seco que pensávamos. Em certas circunstâncias, existe água líquida no planeta", anunciaram pesquisadores da NASA”.

"Essas manchas se formam no fim da primavera, aumentam no verão e somem no outono. Por 40 anos, não pudemos explicar por que elas existiam", disse Jim Green, o diretor de ciência planetária da NASA, durante a apresentação.

"Marte sofreu uma enorme mudança climática e perdeu sua água. Mas há muito mais umidade no ar do que jamais havíamos imaginado."

"Determinar se água líquida existe na superfície marciana é central para a compreensão do ciclo hidrológico e para o potencial da existência de vida em Marte", escreveu Lujendra Ojha, do Instituto de Tecnologia da Georgia, em estudo publicado hoje na revista "Nature Geoscience".

NASA confirma que existe água em Marte
Linhas que aparecem nas montanhas podem ser de água.

Os dados obtidos através do satélite Mars Reconnaissance Orbiter mostram que as linhas escuras, que aparecem em declives, são associadas a depósitos de sal, que podem diversificar os pontos de congelamento e também evaporação da água, fazendo com que ela esteja líquida em tempo suficiente para se movimentar. Sem esse detalhe a água ficaria congelada nas baixas temperaturas de Marte.

Assim sendo, com a aparente existência de água líquida e corrente há uma probabilidade que micróbios possam existir hoje em dia, ou mesmo ter existido, dizem os cientistas.

Mesmo assim, a pesquisadora é cautelosa, e explica que, mesmo que a existência do líquido seja uma grande novidade, ainda não é possível dizer se as condições nos córregos de salmoura temporários permitem algum tipo de vida.

"Se as linhas de encosta recorrentes se formam como resultado da delinquescência [absorção de umidade] de sais percloratos, elas podem fornecer condições úmidas transitórias na superfície de Marte, apesar de a atividade da água nas soluções de perclorato ser baixa demais para sustentar a vida de tipo terrestre."

Mais sobre: marte planeta vida
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo