Nintendo é acusada de homofobia na internet por não permitir união gay

A Nintendo está sendo acusada de homofóbica nas redes sociais após justificar a união de personagens masculinos no game Tomodachi Collection: New life como um erro de software.

Por | @oficinadanet Games

A Nintendo está sendo acusada de homofóbica nas redes sociais por não ter permitido a união de personagens masculinos. O fato aconteceu após divulgar a decisão sobre um bug no jogo “Tomodachi Collection: New life”, que autorizava que personagens masculinos pudessem viver juntos.

Conforme a empresa, a opção se tratava de um erro de software e que seria corrigido. Além de tudo, disse que a união homoafetiva dos personagens era vista como “estranha” e “imprópria”.

O game foi lançado no dia 28 de abril deste ano para o console Nintendo DS e é um simulador social. Em razão de um erro, o game oferecia a opção de unir personagens masculinos. Com isso, o jogo se tornou muito popular em pouco tempo, se tornando um sucesso de vendas no Japão.

Alguns fãs, inclusive, estranharam não haver a possibilidade de união de avatares femininos. Porém, tudo ficou claro quando a companhia se pronunciou justificando a união como um problema no software e que será alterado em uma atualização que deverá ocorrer em breve.

Após a declaração da Nintendo, muitos usuários se manifestaram nas redes sociais, dizendo que a Nintendo é uma empresa homofóbica.

Mais sobre: Nintendo homofobia personagens masculinos
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo