Rezar é a única alternativa quando asteroides estiverem próximos a Terra, diz diretor da Nasa

Nos últimos anos e principalmente meses, um assunto vem assustando a população mundial: os objetos que circulam no espaço.

Por | @RafaelaPozzebon Ciência

Nos últimos anos e principalmente meses, um assunto vem assustando a população mundial: os objetos que circulam no espaço. De acordo com o diretor da Agência Espacial Americana (Nasa), Charles Bolden, quando um asteroide estiver a caminho da Terra só há uma alternativa: rezar.

Bolden disse aos legisladores na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos que rezar é o que podemos fazer quando asteroides ou meteoros desconhecidos estiverem em rota de colisão com o nosso planeta.  Tal explanação veio junto a um pedido da Nasa para que o governo americano financie programas para detectar e desviar objetos que estejam próximos da Terra.

Apesar de já muito discutido anteriormente, as ameaças do espaço só se tornaram mais agravantes após a queda de um meteorito na Rússia no dia 15 de fevereiro, que deixou muitas pessoas feridas além de estragos materiais.

Os políticos, preocupados com os fenômenos, convidaram o diretor da Nasa para falar sobre o programa espacial e também sobre métodos de prevenção contra objetos vindo do céu.

Os legisladores acabaram não gostando muito do que foi ouviram, porém, deputados governistas e da oposição se mostraram bastante receptivos a ideia de injetar mais recursos para tentar evitar tragédias.

Vale lembrar que a Nasa, atualmente, consegue detectar cerca de 95% dos grandes asteroides que passam perto do nosso planeta, isto é, somente aqueles que possuem diâmetro igual ou superior a 1 Km.  Diferentemente dos asteroides pequenos, aqueles que apresentam apenas 50 metros de diâmetro, ao qual somente 10% foram detectados.

Os asteroides que possuem potencial para destruir a Terra, em média, atingem a Terra a cada 1000 anos. "Pelas informações de que dispomos, não sabemos quando um asteroide ameaça a população dos EUA", afirmou John Holdren. "Mas se acontecer nas próximas semanas, rezem", aconselhou.

Mais sobre: asteroide, Terra, NASA
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.