Dark é uma série criada por Baran bo Odar e Jantje Friese, que estreou em dezembro de 2017, e teve repercussão global. A história é uma saga familiar e sobrenatural do desaparecimento de dois jovens, que desencadeia a descoberta de relacionamentos frágeis e uma rede de mentiras em quatro famílias diferentes. A trama relaciona acontecimentos de 1953, 1986 e 2019, ou seja, sempre em um intervalo de 33 anos, e que ocorrem na pequena cidade alemã de Winden - região que abriga uma usina nuclear. O enredo envolve o mistério que perpassa gerações e enlaça as quatro famílias, gerando repercussões para todos os envolvidos.

Durante a primeira temporada, as histórias de quatro famílias - os Doppler, os Kahnwald, os Nielsen e os Tiedemann - se misturam de alguma forma no passado. A solução destas conexões foram, basicamente, três personagens: o pequeno Mikkel Nielsen - que desapareceu em 2019 e reapareceu em 1986 -, Jonas Kahnwald e o misterioso e cruel padre Noah.

Na segunda temporada, já com seus personagens apresentados, a série pode se focar mais nas histórias, criando subdivisões para a narrativa. Dark aproveitou para jogar muito com a ideia filosófica de que a ação do tempo é, de certa forma, responsável por todas as coisas. As vidas dos personagens são alteradas de acordo com a interferência das viagens, mas, ao mesmo tempo, se não fossem essas interferências eles não seriam quem são.

O que esperar da terceira temporada?

Em sua terceira e última temporada, "Dark" traz um desfecho intrigante que vai além dos conceitos de tempo e espaço. Jonas chega a um novo mundo e tenta entender o que essa versão de Winden significa para seu próprio destino. Os que permanecem no outro mundo precisam descobrir uma maneira de quebrar o ciclo, que agora não apenas altera o tempo como também o espaço. Dois mundos. Luz e escuridão. E, ao centro, uma trágica história de amor.

Confira o trailer da 3º temporada de Dark que estreia dia 27 de junho na Netflix:

A Netflix também fez um trailer para entendermos a trilogia, confira: