Google pode estar desenvolvendo operadora junto da Dish Networks

Fontes indicam que há uma tensão entre Google, Dish, T-Mobile e Sprint, todas visando a rede estadunidense. A Google nega estar trabalhando nessa parceria, mas fontes internas informam o contrário.

Por | @andressaisfer Google Pular para comentários

Já pensou em uma operadora de telefone desenvolvida pela Google? Bom, essa ideia pode virar realidade. Segundo o jornal norte-americano New York Post, a empresa está em contato com a Dish Networks – gigante do setor de TV via satélite – já faz algum tempo. 

Pelo que dizem os rumores, essa parceria usaria o espectro da Sprint e T-Mobile. Essas duas últimas, por sua vez, precisam desistir desse espaço como forma do Departamento de Justiça estadunidense aprovar a fusão de ambas.

Mas não se anime muito. A Google negou fortemente esse boato, alegando que “essas alegações são falsas” e que a empresa “não está tendo nenhuma conversa com a Dish sobre a possibilidade de se criar uma rede sem fio”.

A Dish Networks é conhecida A Dish Networks é conhecida no setor de TV via satélite.

O New York Post, por sua vez, alega que fontes próximas disseram que esse acordo ainda é bem superficial, o que significa que pode cair por terra a qualquer momento – por isso, talvez, o posicionamento por parte da Google.

O MVNO da Google, chamado de Google Fi, já usa as redes da Sprint, T-Mobile e U.S. Cellular. Se firmar uma parceria com a Dish, o Google Fi poderia virar uma operadora independente dentro de três anos, segundo especialistas de mercado. Isso porque a Google conseguiria adquirir equipamentos e infraestrutura importantes da T-Mobile.

Esses especialistas também disseram acreditar que, apesar do governo norte-americano se preocupar com o monopólio de grandes empresas na área de tecnologia, dificilmente eles se preocupariam caso a Google administrasse uma rede nacional.

 Google pode estar desenvolvendo operadora em parceria com a Dish.Google pode estar desenvolvendo operadora em parceria com a Dish.

É importante ressaltar que todo esse projeto se baseia na decisão da T-Mobile de concordar em vender seu espectro para a Dish. Só depois disso próximos passos poderão ser dados. Sendo assim, em algum momento a Google precisará renovar seu contato com a Sprint e a T-Mobile, fazendo com que o Google Fi possa virar o palco de uma grande guerra comercial.

E mesmo se um acordo entre a Dish, o Google, a T-Mobile e o Departamento de Justiça ocorra, a T-Mobile ainda precisa vencer 14 casos contra 14 estados diferentes que estão processando a empresa, alegando que sua união com a Sprint causará um monopólio e que os preços da operadora aumentem. O julgamento deve ocorrer em outubro. 

Como são apenas rumores, é preciso esperar mais algumas semanas antes de afirmar algo, principalmente em meio à confusão que essas empresas se encontram.

Fonte: NyPost

Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal