O buraco negro mais próximo da Terra é descoberto "escondido" entre duas entrelas

A descoberta se deu ao observar que duas estrelas orbitavam um corpo invisível de massa gigantesca, exemplificando que buracos negros podem ser mais discretos do que se pensava.

Ilustração do buraco negro encontrado - Imagem via ESO
Ilustração do buraco negro encontrado - Imagem via ESO

Foi descoberto o buraco negro mais próximo da Terra já observado. O mérito fica com uma equipe de astrônomos do Observatório Europeu do Sul (ou ESO como sigla oficial em inglês). Foi publicado um artigo ontem, quarta-feira (6) na revista científica Astronomy & Astrophysics revelando a descoberta que por mais perto que esteja da Terra, ainda se localiza há aproximadamente 1000 anos-luz de nós, lembrando que cada ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros.

A descoberta ocorreu por acaso durante a observação do sistema binário de estrelas HR 6819. Acontece que um terceiro elemento foi visto. As duas estrelas do sistema aparentavam orbitar um objeto invisível que acabou por ser identificado como um buraco negro e é atualmente o mais próximo da Terra que se tem informação. Esse fenômeno se localiza na constelação de Telescopium que pode ser observada a olho nú do Hemisfério Sul.

Uma equipe liderada por astrônomos do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) descobriu o buraco negro mais próximo da Terra já observado. Segundo um artigo publicado nesta quarta-feira (6) no Astronomy & Astrophysics, o fenômeno está localizado a apenas 1000 anos-luz do nosso planeta (1 ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros) e faz parte de um sistema triplo que pode ser visto a olho nu.

Se tratando de um objeto invisível e que não aparenta interagir muito com os demais objetos e astros ao seu redor, os cientistas identificaram o buraco negro ao estudar e calcular sua massa através da órbita observada das duas estrelas ao seu redor. Esse objeto teria 4 vezes a massa do Sol, "Isso só pode ser um buraco negro", comentou o líder do estudo Thomas Rivinius.

Esse estudo serve para exemplificar como um buraco negro pode agir "silenciosamente", então mais buracos negros pode ter passado despercebidos em regiões que cientistas já olharam. Lugares onde antes já suspeitaram de existir um buraco negro podem ser revistos e provavelmente existem mais buracos negros mais perto ainda de nosso planeta.

O melhor celular intermediário para importar?

Conteúdo relacionado

MOTO G50 5G REVIEW: Vale a pena comprar celular 5G com ótima bateria?
Celulares

MOTO G50 5G REVIEW: Vale a pena comprar celular 5G com ótima bateria?

Testamos o Moto G50 5G por alguns dias e aqui você confere os pontos positivos e negativos deste intermediário de entrada com preço bem interessante, desempenho aceitável e bateria sensacional.

Marte estará mais próximo da Terra hoje (06)
Ciência

Marte estará mais próximo da Terra hoje (06)

Se você gosta de astronomia, reserve um tempo nesta terça-feira (06) para olhar o céu. O motivo? Marte estará mais próximo da Terra, sendo esse um fenômeno raro que só acontecerá novamente daqui a 15 anos.

O Paradoxo de Fermi e por que nunca encontramos vida no universo
Ciência

O Paradoxo de Fermi e por que nunca encontramos vida no universo

Segundo um recente estudo há mais estrelas no universo do que grãos de areia no planeta Terra. Há 70 septiliões de estrelas, 17 bilhões de planetas similares à Terra apenas na Via Láctea, uma dos tantos bilhões de galáxias por aí e você realmente acha que estamos sozinhos no universo? Bitch, please.