Como funciona: Controle Remoto

O princípio do controle remoto foi criado por Nikola Tesla, desde então são utensilhos indipensáveis por milhões de pessoas.

Por | @oficinadanet Ciência

Aceita-se que a data de criação do controle remoto tenha ocorrido por volta do início da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). No entanto, antes disso, em 1898, o famoso inventor austríaco Nikola Tesla (10/07/1856 ? 07/01/1943) desenvolveu o princípio da transmissão sem fio, que é utilizado nos controles remotos. Ele foi um grande inventor, conhecido por ser o criador da corrente alternada (CA), da bobina de Tesla, oscilador de Tesla, entre outros. Também se tornou muito conhecida sua rivalidade com Thomas Alva Edison (11/02/1847-18/10/1931).

Tesla testou o seu experimento ao colocar um barco em um lago e permanecer em terra. O aparelho criado por ele era simples: uma bateria dentro de um dispositivo de controle cuja função é enviar eletricidade para um oscilador que a converte em pulso de ondas de rádio. Essas ondas, por sua vez, são captadas pelo receptor instalado no barco, que as interpreta e faz com que o motor movimente o barco. A variação da onda, ou seja, seu comprimento, é criada pelo apertar dos botões, fazendo com que o motor interprete cada botão como um movimento específico para o barco.

Mas, afinal, o que são ondas de rádio? As ondas de rádio são radiações eletromagnéticas, ou seja, pertencem ao espectro eletromagnético, assim como microondas, raios gamas, luz, etc. Ondas de rádio também são conhecidas como ondas hertizianas ou ainda como ondas de rádio frequência. Essas ondas, de acordo com o físico alemão Heinrich Hertz (22/02/1857-01/01/1894), são criadas quando há inversões repentinas de corrente dentro de um condutor, ou seja, a corrente alternada criada por Tesla.

Os controles remotos da atualidade são, em princípio, iguais aos desenvolvido por Tesla. Apesar de os aparelhos de televisão não utilizarem controles remotos de rádio frequência, podemos encontrá-los em alarmes, portas de garagens e brinquedos, como aeromodelos. Os fabricantes de televisores não utilizam aparelhos de rádio frequência pelo fato de existir uma enorme quantidade de ondas de rádio no ar. Apesar de serem invisíveis, estamos sendo constantemente bombardeados por essas ondas, fato que dificulta a identificação no receptor do pulso de rádio criado pelo controle remoto.
Controles remotos utilizados principalmente em aparelhos de televisão modernos trabalham normalmente com radiação infravermelha. Assim como as microondas e como as ondas de rádio, a radiação infravermelha é considerada uma radiação não ionizante, mas que ao contrário dos exemplos citados, pode ser percebida por alguns seres vivos como calor. O princípio de utilizar a radiação infravermelha para mandar os sinais para um receptor no televisor é o mesmo princípio utilizado em controles de rádio frequência, porém utilizando-se um dispositivo chamado LED (Light Emitting Diode ? diodos emissores de luz). Esses dispositivos são os responsáveis pelo envio do pulso que é recebido por um receptor no televisor, que executa a função de acordo com o comprimento de onda recebido.

Apesar de muitos anos após sua criação, os controles remotos mantêm o mesmo princípio: o envio de pulsos (sejam eles de rádio frequência, infravermelhos, etc) para um receptor em um aparelho específico que capta tais impulsos e os decifra, utilizando códigos binários e envia uma corrente elétrica para um motor ou outro sistema. E é assim que se controla à distância, utilizando apenas leis da física.

Quer experimentar algo interessante?


Ao você pressionar um botão do controle ele emite um sinal infravermelho para o aparelho que você está usando. Este sinal não é percebido pela visão humana, mas experimente colocar uma câmera fotográfica apontando para a frente do controle quando você apertar um botão...
Como funciona: Controle Remoto

Mais sobre: controle remoto, dica, tesla
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários