Apple registra patente do que seria o iWatch

A Apple registrou uma patente nos Estados Unidos que aumentou o rumor sobre o relógio de pulso que pretendem lançar, chamado iWhatch. Ele viria com tela flexível e as mesmas funções do smartphone da empresa.

Por | @nmuller99 Tecnologia

A Apple registrou uma patente nos Estados Unidos que aumentou o rumor sobre o relógio de pulso que pretendem lançar, chamado iWhatch. Ele viria com tela flexível e as mesmas funções do smartphone da empresa.

Os sites americanos Mashable, AppleInsider e o Engadget, afirmam que a patente descreve um dispositivo que pode ser vestido e possui uma tela flexível acoplada a uma mola. A patente inclui também um "sensor para a detecção de mudança entre o estado plano e o enrolado" e componentes para armazenar energia cinética, de forma que o produto poderia ser capaz de transformar os movimentos do braço em energia para recarregar a bateria.

Ainda de acordo com os sites, a Apple não é a única empresa a desenvolver esse tipo de tecnologia – a Nokia desenvolveu um projeto semelhante chamado Morph, em março de 2012.

O pedido da patente foi arquivado no USPTO em agosto de 2011, mas até agora não há sinais de que o dispositivo realmente tenha entrado em desenvolvimento e muito menos na linha de produção. Entretanto, se a Apple realmente estiver preparando um relógio, alguma semelhança com este bracelete registrado pode existir.

O que a patente revela:

  • Wireless: conectividade sem fio é um dos recursos do aparelho. Segundo a patente, o dispositivo é composto por uma antena de comunicações sem fios, além de uma bateria, um circuito integrado para a condução da exibição flexível, e um conector de dados e energia.
  • Touchscreen: assim como o iPhone, a presença de botões deve ser mínima. A tela flexível compreende ainda uma interface de utilizador na forma de um sensor sensível ao toque no visor sobreposto flexível.
  • Sensor de direção: de acordo com o documento, o aparelho compreende ainda um sensor de orientação inercial, em que, quando o dispositivo de vídeo está num estado 'enrolado' o sensor permite que o dispositivo de vídeo reoriente a interface, e exiba os dados de forma mais confortável.
  • Consumo inteligente: quando o dispositivo de vídeo wearable está num estado de baixa energia, o sensor de orientação inercial determina a reorientação para uma posição de visualização e, em seguida, dirige o gadget para reduzir o consumo de energia, conforme o uso.

Segundo a agência Bloomberg, a empresa conta com um time de aproximadamente 100 pessoas em Cupertino, nos Estados Unidos, liderados por James Foster, engenheiro-chefe, e Achim Pantfoerder, gerente de programação.

Mais sobre: iWatch apple patentes
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo