As 10 maiores invasões de hackers no mundo

Ultimamente não é nenhuma surpresa para nós quando ficamos sabendo de algum ataque hacker. Já faz algum tempo que esse assunto se tornou rotineiro, seja por roubo se senhas, exposição de imagens íntimas, bloquei de sites, entre outras tantas formas.

Comentários Rafaela Pozzebon
Seguir
  -

Ultimamente não é nenhuma surpresa para nós quando ficamos sabendo de algum ataque hacker. Já faz algum tempo que esse assunto se tornou rotineiro, seja por roubo se senhas, exposição de imagens íntimas, bloquei de sites, entre outras tantas formas. Porém, alguns ataques realmente ficaram marcados na história.

Acompanhe abaixo as 10 maiores invasões hackers no mundo todo:

1) O worm Wank:

Este ataque, que ocorreu no ano de 1989, foi provavelmente o primeiro ataque considerado hacktivista. Um programa invasor chamado de Worms Agains Nuclear Killers (em tradução livre, vermes contra os assassinos nucleares), atingiu os escritórios da NASA em Greenbelt, cidade localizada no estado americano de Mryland. Este programa fez com que em todos os computadores aparecesse somente um banner. O ataque foi um protesto para impedir o lançamento da sonda Galileo, que usava plutônio como combustível, a Júpiter. Até hoje não foi descoberto o real invasor, muitos acreditam que o invasor seja de Melbourne, na Austrália.  Dizem que a NASA gastou aproximadamente meio milhão de dólares para conseguir limpar o sistema.

2) Satélite hackeado:

Este ataque ocorreu no ano de 1999. Um pequeno grupo de hackers do sul da Inglaterra conseguiu o controle de um satélite, o Skynet, do Ministério da Defesa local. O ataque tomou uma proporção tão grandiosa por ter prejudicado os canais de comunicação entre os órgãos militares. Antes de serem descobertos, os hackers reprogramaram o sistema de controle. Nenhuma pessoa foi presa pelo acontecido.

3) Quebra de cartões de crédito:

Em janeiro de 2000, mais de 300 mil números de cartões de crédito foram postados em um site chamado de “The Maxus Credit Card Pipeline”. O autor do feito, Maxim, invadiu o CDUniverse e exigiu 100 mil dólares para destruir os dados.  Até hoje o caso continua em aberto e não conseguiram encontrar o hacker Maxim.

4) Acesso ao código-fonte militar

Também no ano de 2000, outro ataque que acabou ficando na história. Neste, um hacker invadiu o sistema de um laboratório de pesquisas navais em Washington, capital dos Estados Unidos e  acabou roubando dois terços do código-fonte de um software que era responsável pelo controle de mísseis teleguiados. As autoridades conseguiram rastrear a origem do hacker, assim, chegaram até a universidade de Kaiserslautern, na Alemanha. Para tanto, o invasor de codinome “Leaf”, nunca foi descoberto.

5) Anti-DRM:

O hacker conhecido como Beale Screamer, lançou um programa, o FreeMe, na qual fazia com que os usuários do Windows Media pudessem se desvencilhar do DRM, sigla de “digital roghts management”, que está acoplado a vários arquivos de música e vídeo. Porém, para muitos, o hacker Beale, acabou sendo considerado um herói.

6) Caso CBSNews.com

O caso ocorrido em 2003, diz respeito a campanha presidencial do pré-candidato Dennis Kucinich, que não estava se saindo muito bem. Para alavancar a campanha, um hacker substituiu a homepage do CBSNews.com pelo logotipo da campanha.  Quem clicava na página era automaticamente direcionado a um vídeo de 30 minutos, nomeado de “This is the momento”. No vídeo, o candidato em questão, falava sobre a sua política. Na época, o candidato não assumiu a culpa, porém, até hoje muitos acreditam que ele seja o culpado, já que, até hoje não surgiram culpados oficiais.

7) Hackeando a inscrição da faculdade:

No ano de 2006, nos Estados Unidos, que como sabemos não tem vestibular, porém os candidatos precisam esperar a decisão da universidade escolhida, um hacker conseguiu invadir no sistema automatizado de inscrições de várias escolas e, resolveu dividir as informações com os demais. Assim, o hacker passou todas as informações de como entrar nos sistemas das universidades para checar a sua situação. O método acabou sendo desabilitado da internet, porém, o culpado não foi encontrado.

8) 26 mil sites atacados:

Cerca de 26 mil sites foram usados por um grupo hacker no ano de 2008 para redirecionar o seu tráfego para um código JavaScript próprio.  O código malicioso ficava escondido nos sites, totalmente invisível aos usuários, porém, podiam ser ativados pelos hackers.

9) Quebra de segurança:

No ano de 2008, cerca de 1,8 mil números de cartões de crédito e débito das redes de supermercados Hannaford e Sweetbay foram surrupiados.  Especialistas em segurança não conseguiram encontrar os criminosos.

10) acesso ao Comcast.net:

No ano de 2008, um membro do grupo hacker Krygenics, conseguiu acessar os registros do Comcast.net, gerenciado pela empresa Network Solutions. Assim, as pessoas que tentavam acessar os seus e-mails na página da Comcast eram automaticamente redirecionados à página dos hackers. 

Acha que ficou faltando algum? Comente abaixo.

Mande para o Facebook

Tweet para os seus seguidores

 
COMENTÁRIOS
NOSSOS VÍDEOS NO YOUTUBE

carregando...
Últimas publicações
TOPO