Como criar seu próprio humano?

Quantas vezes você já quis criar seu próprio humano de estimação e não sabia qual a exata composição química? Quais os ingredientes da mistura? Quantas colheres disso, quantos gramas daquele outro. Aposto que foram inúmeras, certo? Hoje vamos ver quais os materiais necessários, e depois, mãos à obra

Por | @Evilmaax Ciência

Vimos recentemente aqui no Oficina de onde veio a vida, certo? Pois se você está se perguntando se é possível reproduzi-la em laboratório, saiba que cientistas estão tentando e já conseguiram criar bactérias, um grande passo.

Mas sem brincadeiras, sabemos que a vida humana, complexa como ela é não é assim tão simples, e embora saibamos (quase) exatamente o que contém cada um dos 7 bilhões de humanos do planeta Terra, ainda não sabemos qual o ingrediente que liga tudo isso. E o que seria esse ingrediente? Boa pergunta. A ciência tenta responder isso há muito tempo.

Mas enquanto ainda não temos essa resposta, esqueça o barro e a argila. Enquanto não achamos esse toque mágico, vamos ver do que precisaríamos para fazer uma pessoinha aí na sua casa. Primeiramente, saiba que esta conta é baseada em um humano adulto “normal”, com cerca de 70kg.

Como criar seu próprio humano?

Nossa lista contém o nome do elemento, seu símbolo na tabela periódica e sua presença no nosso corpo. Feita a introdução, vamos ao passo a passo da receita por ordem de abundância.

Oxigênio – O (65%)

Você já ouviu falar que mais de 70% do nosso corpo é composto de água? Pois aqui está o segredo. No nosso corpo tem a função primordial da respiração celular, produzindo trifosfato de adenosina (ATP), uma substância rica em energia e fundamental para nossa vida.

Carbono – C (18,5%)

Encontrado em toda molécula orgânica e com isso, leia, presente em TODA forma de vida, o carbono é um dos elementos mais importantes para a vida. Somente através das ligações feitas pelo carbono é que a nossa – e a de qualquer ser vivo é possível –. Ele está presente nas nossas proteínas, hidratos de carbono, etc. Não é à toa que a NASA busca por carbono no espaço ao procurar por formas de vida, pois sem ele, não conseguimos imaginar vida, 

Hidrogênio – (9,5%)

Para começar, hidrogênio é o elemento mais abundante no universo e, também, o mais simples. Em nosso corpo ele ajuda a formar a molécula de água, a velha fórmula 2 átomos de hidrogênio para 1 átomo de oxigênio.

Nitrogênio – N (3,2%)

Presentes em todas as proteínas e ácidos nucleicos do nosso corpo, nada mais, nada menos do que nosso DNA e RNA. Sim, aquele material genético que nos torna únicos e característicos e nos diferencia de um abacate, por exemplo. Trata-se, por exemplo, os aminoácidos que compõem as proteínas e ácidos nucleicos no ADN.

Como criar seu próprio humano?
De cálcio – Ca (1,5%)

Entre os minerais que você vai precisar para fazer seu humano, o cálcio será o mais abundante e vital para o desenvolvimento da tarefa. Dentro do corpo ele poderá ser encontrado dando rigidez aos ossos (ele fica na membrana e decide o que vai entrar e sair dele) e dentes, contribuindo para a coagulação sanguínea e contração muscular, bem como, ser muito importante na regulação das proteínas.

Fósforo – P (1%)

Assim como o anterior, ele também é muito importante para as estruturas ósseas do corpo e para a produção de energia. Também está presente em proteínas, ácido nucleicos (vital para DNA e RNA) e no trifosfato de adenosina (ATP – que armazena energia para continuarmos funcionando). Por sua função com os ácidos nucleicos é chamado de guardião dos genes.

Potássio – K (0,4%)

Apesar de “aparecer” pouco no nosso corpo, é vital para que tudo funcione certinho, pois trabalha na condução de impulsos nervosos elétricos, e, se ele faltar, ou tiver em excesso, pode fazer o coração parar de bater.  

Enxofre – S (0,3%)

Componente de muitas proteínas, localiza-se também nos aminoácidos, que são essenciais para a formação das proteínas. Além disso, elimina metais pesados prejudiciais ao nosso organismo, como o mercúrio ou o chumbo.

Como criar seu próprio humano?

Sódio – Na (0,2%)

Sabe aquele cara que trabalha nas hidrelétricas, nas represas, controlando o nível da água? Liberando quando necessário e eliminando quando em excesso? Pois essa é a função do Sódio no corpo humano. Mantém o volume ideal de água no sangue e no corpo como um todo, extremamente necessário para contrações musculares e a condução de impulsos nervosos.

Cloro – Cl (0,2%)

Encontrado no corpo humano em forma de íon negativo, neutraliza as cargas positivas dos fluídos (que devem sempre ser neutros).

Iodo – I (0,1%)

Tem importante função junto aos hormônios produzidos pela tireoide, controlando o fluxo de energia do corpo, regulando (ou desregulando) a forma como aquele seu amigo come, come, come muito e nunca engorda, ou então aquele gordinho esforçado que faz regimes e mais regimes, malha com rigidez e mesmo assim não perde peso.

Magnésio – Mg (0,05%)

Necessário em muitas reações metabólicas essenciais para a vida, é mais um que tem função na estrutura óssea e muscular, sendo, também, muito importante que muitas enzimas funcionem apropriadamente. Também atua regulando e aliviando o nível de estresse, formando anticorpos e ajudando o ATP a guardar energia nas células.

Ferro – Fe (0,006%)

Está presente na hemoglobina, proteína muito importante que tem a função de carregar oxigênio do sangue, fazendo com que tudo funcione certinho. Ou seja, ele “apenas” faz com que o oxigênio saia dos pulmões e passe por todo o seu corpo através do sangue. Se ainda assim parecer pouco para você, saiba que ele também está em algumas proteínas que cuidam da formação de ATP.

Zinco – Zn (0,0025%)

O zinco contribui para que o gás carbônico, resultado do nosso processo de respiração, fique no estado liquido, não permitindo (para o nosso bem) a entrada desse gás no sangue, o que seria fatal. Ele também é responsável pela cicatrização e por atividades das mais variadas enzimas.

Cobalto – Co (0,0004%)

É um dos componentes da vitamina B12, que, por sua vez, é um dos principais ingredientes para a formação das células vermelhas do sangue.

Cobre – Cu (0,0003%)

Se alguma vez você já quis agradecer a algum elemento que tenha impedido que você “derretesse”, então esse é o seu homem. O cobre regula a liberação de energia produzida pelo nosso organismo e com isso como esquentamos, por exemplo. Além disso ele ajuda na produção da melanina e na formação de glóbulos vermelhos do sangue.

Manganês – Mn (0,0001%)

Auxilia no crescimento e “ajuda” o selênio (que aparece mais abaixo) a expulsar os radicais livres (átomos ou grupo de átomos que resultam de processos celulares para gerar energia, e têm poder oxidante, ou seja, atua no envelhecimento das células e do nosso corpo). P.S. o serviço é efetivo, pois 99% dos radicais livres são eliminados.

Como criar seu próprio humano?

Molibdênio – Mo (0,00002%)

Atua criando a boa gordura e auxiliando o manganês na eliminação dos radicais livres.

Flúor – F (0,00001%)

Reforça seus dentes, permitindo que você coma inúmeras paçoquinhas sem que eles rachem ou quebrem.

Cromo – Cr (0,000003%)

Está no nosso corpo para auxiliar a insulina, que é um hormônio produzido pelo pâncreas, a metabolizar o açúcar no nosso corpo.

Selênio – Se (inferior a 0,000003%)

Como dissemos há pouco, atua em conjunto com o manganês, fazendo parte das enzimas destruidoras dos radicais livres.

Bom, esses são apenas aqueles que os cientistas conseguiram “pesar” e descobrir a função. Além deles há o Alumínio (Al), Arsênio (As), Boro (B), Chumbo (Pb), Estanho (Sn), Estrôncio (Sr), Silício (Si), Vanádio (V), etc. Nosso corpo possui dezenas de elementos em menor concentração e até mesmo ainda não descobertos.

E aí? Já tinha parado para pensar na quantidade de elementos diferentes que são necessários para tocar essa a máquina do corpo humano? Incrível!! Agora, aproveite que já sabemos tudo isso, vá até o mercado – ou laboratório de química – mais próximo e compre tudo que é necessário para criar seu primeiro humano, ainda hoje.

Fonte

Mais sobre: Ciência, química
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários