Disquetes acabam sendo encontrados na ISS

Entre os achados, alguns discos estão intitulados como "Crew Personal Support Data Disk"

Por | @oficinadanet NASA Pular para comentários

Quem é um pouco mais velho, certamente, já deve ter manuseado algum disquete. Em muitas casas, nada anormal ainda encontrar um exemplar dos lendários disquinhos. Na Estação Espacial Internacional (ISS) não é diferente, por lá, que serve de moradia para grupos de astronautas há muitos anos, não é diferente.

O astronauta da ESA, Alexander Gerst, que atualmente vive na ISS, através do seu Twitter, abriu um armário que, ao que tudo indica, não era usado há bastante tempo, e descobriu uma pasta repleta de disquetes antigos, incluindo do Windows 95, e um deles com o  Norton Utilities para Windows 95/98.

Disquetes acabam sendo encontrados na ISS.Disquetes acabam sendo encontrados na ISS.

“Eu encontrei um armário na @Space_Station que provavelmente não foi aberto por um tempo”, disse Gerst.

Entre os achados, alguns discos estão intitulados como "Crew Personal Support Data Disk" (algo como "Disco de Dados de Suporte Pessoal da Tripulação"), e possuem os nomes Shep e Sergei neles.

Shep deve ser o astronauta da NASA, William Shepherd, já  Sergei deve ser do cosmonauta russo Sergei Krikalev, ambos integrantes da Exédition 1, ou seja, a primeira missão tripulada que viajou à ISS no ano de 2000.

A ISS completou recentemente 20 anos de existência e esta descoberta mostra a evolução da computação pessoal na década de 90.

Para quem não viveu nesta época, para realizar a instalação do Windows 95 em um computador eram necessários 13 disquetes.

Felizmente, a tecnologia evoluiu bastante, e os disquetes não passam apenas de lembranças.                                                                                               

Fonte: The Verge