CADASTRE-SE

8 Categoria: Artigos » Programação

Diferenças entre compiladores e interpretadores

Por Nícolas Müller | G Plus
Data:

Compiladores e interpretadores são formas de tradução de um código geralmente de alto nível para um código que o computador (a máquina) interprete. Este tradutor tem a função de traduzir uma linguagem abstrata para uma linguagem binária.

Compiladores e interpretadores são formas de tradução de um código geralmente de alto nível para um código que o computador (a máquina) interprete. Este tradutor tem a função de traduzir uma linguagem abstrata para uma linguagem binária.

Compilador:

Compilador é um programa ou um grupo de programas que escrito por uma linguagem (esta sendo necessária de compilação para sua execução) ao ser compilado gera outro código que é interpretado pelo computador. Este código compilado é chamado de código objeto, podendo ser um arquivo executável que é reproduzido em um sistema operacional, por exemplo. Este tipo de tradutor é um dos mais utilizados.

Os compiladores analisam o código em três partes, de forma sintática ou hierárquica, análise léxica ou linear e anâlise semântica.

Alguns compiladores contam com um pré-processamento. Este pré-processamento é responsável por modificar o código-fonte conforme necessidades que o compilador identifique que sejam necessárias, por exemplo, otimização de código.

Vantagens:
  • O código compilado é mais rápido de ser acessado;
  • Impossibilita ou pelo menos dificulta ser quebrado e visualizado o código-fonte original;
  • Permite otimização do código por parte do compilador;
  • Compila o código somente se estiver sem algum erro.

Desvantagens:
  • Para ser utilizado o código precisa passar por muitos níveis de compilação;
  • Assim como vantagem a possibilidade de não poder visualizar o código-fonte, pode ser uma desvantagem;
  • Processo de correção ou alteração do código requer que ele seja novamente recompilado.

Interpretador:

O interpretador ao contrário do compilador roda o código-fonte escrito como sendo o código objeto, ele traduz o programa linha a linha, o programa vai sendo utilizado na medida em que vai sendo traduzido. Cada execução do programa precisa ser novamente traduzido e interpretado.

O interpretador analisa sintaticamente e semanticamente o código, se estas duas etapas forem realizadas e executadas de forma correta o código está pronto para funcionar.  

Vantagens:
  • Correções e alterações são mais rápidas de serem realizadas;
  • Código não precisa ser compilado para ser executado;
  • Consomem menos memória.

Desvantagens:
  • Execução é mais lenta do programa;
  • Necessita sempre ser lido o código original para ser executado;

Leia a seguir: O que é o Sistema Binário


Recomendados para você
Ainda restam dúvidas? Pergunte aqui em nosso fórum



Comentários:

TOPO