Review ASUS Phoenix GTX 1050TI

Games em Full HD no melhor custo x benefício é a proposta da 1050ti. E pensando nisso a ASUS produziu 4 modelos de placas nesta linha.

Por | @oficinadanet Reviews

A Rog Strix, Expedition, a Dual e a Phoenix. Ambas possuem a mesma arquitetura e construção porém algumas diferenças no design, arrefecimento e principalmente no clock, tanto no base como no over.

Nesta semana testamos a Phoenix, que é a versão mais compacta e com clock levemente inferior, em relação ao outros modelos da família ASUS. Mas vamos à análise.

Construção e Design

O design da Phoenyx não possui muitos detalhes, ao contrário das suas irmãs, que possuem duas ventoinhas, ela conta com apenas uma, que já serve muito bem para dar conta do resfriamento da placa, sua carcaça é de plástico preto, em um tom mais fosco com duas linhas em preto brilhante, lembrando muito o design de um Mustang, além de estética esta carcaça serve para proteção e também auxilia na circulação do ar, deixando-o mais focado, A ventoinha também acompanha um adesivo da ASUS.

1050 TI ASUS Phoenix1050 TI ASUS Phoenix

A placa inteira, com exceção dos conectores PCI, é coberta por uma camada de proteção em PCB, na cor preto fosco, o que garante uma maior proteção, além de deixá-la mais discreta. Quanto aos circuitos integrados, capacitores e resistores, é perceptível a qualidade no acabamento e no material.

As conexões que a placa possui são, uma entrada Dual-link DVI, uma HDMI 2.0 e um DisplayPort 1.4. Suportando até 3 monitores em simultâneo. As dimensões são de 19,2 cm de largura x 11,1 cm de altura por 3,7 cm de espessura, o que a torna uma placa muito modesta em tamanho.

1050 TI ASUS Phoenix - Saídas1050 TI ASUS Phoenix - Saídas

Arquitetura

As placas de vídeo da série 10 da NVIDIA são construídas com a arquitetura Pascal, tecnologia desenvolvida para a otimização de consumo energético e de desempenho. A série 1050 em particular traz sua litografia em Finfet de 14 nanômetros, ao contrário das 1060, 1070 e 1080, que usam os de 16. Essa redução nos nanômetros deu margem para que a NVIDIA, colocasse mais núcleos CUDA em um chip relativamente menor, em comparação a sua antecessora, a GTX 950. O chip utilizado nas placas 1050 é o GP107, que possui 132mm² de área, 16mm² a menos que o chip da GTX 950 e possui a mesma quantidade de núcleos CUDA, 768 no total. O clock base desta GPU é 1.290 Mhz, podendo chegar á 1.392 Mhz em modo Boost, mas é possível alcançar clocks maiores com leves modificações através de softwares disponibilizados pela própria NVIDIA. Ela conta com tecnologia GDDR5 para sua memória, que é de 4GB, com clock de 7008 Mhz, além da bus PCI Express 3.0.

Alimentação e energia

Devido a tecnologia Pascal, o consumo energético das placas de vídeo foi drasticamente reduzido, principalmente no caso da 1050 que não necessita mais do que os 75w da PCI. Ao contrário das antecessoras GTX 950 e GTX 960 que necessitavam de alimentação externa da fonte. Com uma simples fonte de 300w já é capaz de ligar uma 1050TI, porém é recomendado o uso de uma fonte de 400w.

1050 TI ASUS Phoenix - Energia1050 TI ASUS Phoenix - Energia

O ponto negativo destas reduções de necessidade de alimentação é quanto a overclock, como a fonte de alimentação e limitada, altas taxas de desempenho não podem ser atingidas.

Teste em Games

Bom, não seria um review completo de placa de vídeo, se não tentássemos em alguns games, porém tivemos problema com nosso HD de games, então conseguimos testar apenas 3 jogos que estavam em nosso SSD.

As configurações que utilizamos para os testes da 1050ti foram as seguintes:

  • i5 6400 2.70 GHz
  • 8 GB RAM DDR3 1666Mhz

Battlefield 1

O primeiro jogo que testamos foi BF1, e apesar de ser um game CPU bound, e o nosso processador manter seu uso em 100% a maior parte do tempo, a 1050ti conseguiu rodá-lo tranquilamente. Com resolução sempre em Full HD e os gráficos no médio, foi possivel manter uma taxa média de 68 quadros por segundo, mesmo com as quedas foi possível se manter estável acima dos 60, já no ultra o FPS cai um pouco, mas se mantém ainda na casa dos 50 quadros. Apesar de nosso processador ficar no máximo da capacidade, a placa se manteve tranquila, e rodou o game com fluidez. Usamos como comparativo a GTX 750TI, e ela conseguiu dar fluidez no game apenas na qualidade baixa, ficando sempre próxima dos 60 FPS, porém, é claro, com gráficos desagradáveis a visão.

Battlefield 1. Resolução 1920x1080. Gráficos no médio.Battlefield 1. Resolução 1920x1080. Gráficos no médio.

 Battlefield 1. Resolução 1920x1080. Gráficos no ultra.Battlefield 1. Resolução 1920x1080. Gráficos no ultra.


 

Playerunknown's Battlegrounds

Pubg foi nosso segundo game, testamos ele apenas com os gráficos no preset muito baixo, mas com resolução em Full HD. Isso porque o game ainda está muito mal otimizado e acaba por sofrer muitas instabilidades nos frames. Porém a 1050TI não sofre para rodar o game, que quando estiver mais otimizado vai proporcionar uma experiência in game muito melhor. A 750TI também conseguiu manter o jogo estável acima dos 60FPS, mas sempre com as quedas, devido a má otimização. 

PUBG. Resolução 1920x1080. Gráficos no muito Baixo.PUBG. Resolução 1920x1080. Gráficos no muito Baixo.

 PUBG. Resolução 1920x1080. Gráficos no muito baixo.PUBG. Resolução 1920x1080. Gráficos no muito baixo.

 

For Honor

E por último For Honor, um game bem otimizado mas que possui gráficos bem pesados, no alto foi possível manter uma taxa média de 63 FPS com a 1050TI, taxa essa que nem foi atingida pela 750TI, que no baixo só pegou 56 quadros por segundo de média. Como é um jogo bem otimizado, aqui não houve muitas quedas ou picos de frames, mantendo-se sempre estável.

For Honor. Resolução 1920x1080. Gráficos no alto.For Honor. Resolução 1920x1080. Gráficos no alto.

 For Honor. Resolução 1920x1080. Gráficos no baixo.For Honor. Resolução 1920x1080. Gráficos no baixo.

 

Veredicto

Acho que lendo este review você deve ter chegado à mesma conclusão. A 1050TI Phoenyx é o melhor custo x benefício para um setup de entrada, mesmo com os clocks básicos da linha, ela consegue entregar um ótimo desempenho nos games, rodando a maioria em Full HD com resoluções no médio/alto. Sem engasgos ou mesmo gargalo, exigindo o máximo do nosso processador em alguns games. Quanto ao preço, é possível encontrá-la na faixa dos R$700, em alguns casos até por menos. Esta placa é ideal para quem não quer gastar muito, e conseguir uma boa performance em game, pois possui baixo consumo de energia, não exigindo fontes mais potentes, e também não aquecendo muito, mantendo sua temperatura sempre abaixo dos 65° com o clock no máximo.

Prós

  • Baixo consumo de energia
  • Custo x Beneficio
  • Games em Full HD
  • Silenciosa

Contras

  • Overclock limitado devido a não possuir alimentação externa
  • Alguns Games rodam com desempenho ideal apenas no médio.

Mais sobre: review hardware asus
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo