15 sucessos da Netflix que são baseados em livros e você não sabia

Aposto que você já viu esses filmes, mas nem sabia que eles eram, antes de tudo, livros!

Por | @Evilmaax Entretenimento

Quem gosta de ler certamente corre para os cinemas quando um best-seller é adaptado por Hollywood. Da mesma forma, muitas pessoas que não sabiam da existência de um determinado livro, corre para as livrarias depois de ver o “The End” de alguma produção cinematográfica. 

Porém, nem sempre sabemos dessa troca entre livros e filmes, ou então, quando vemos algum lançamento na livraria com capa de filme achamos que foi o longa que deu origem ao livro. A verdade é que, embora não saibamos, livros serem adaptados cinematograficamente é bastante comum e o Netflix está cheio dessas adaptações literárias.

Por isso vamos conferir hoje 15 filmes que são baseados em livros e você nem sabia. Ahh, não espere ver aqui Harry Potter e Crepúsculo, ok? Em breve um post sobre os campeões da livraria que viraram filme.

12 Anos de Escravidão

O mais antigo livro desta lista já vendeu milhares de cópias e retrata um dos períodos mais tristes da humanidade. Foi publicado em 1853 e é a autobiografia de Solomon Northup, um negro livre nascido em Nova York que fora sequestrado e vendido como escravo, condição que ficou por 12 anos.

Logo após seu lançamento já contabilizou 30 mil cópias vendidas. E se isso é difícil hoje, imagine há 160 anos antes. E o filme também fez sucesso: Arrecadou quase 10 vezes o valor de sua produção e levou para casa 3 estatuetas do Oscar (incluindo melhor filme) das 9 que fora indicado.

Seja para ver como podemos ser desumanos ou então para acompanhar a luta de um homem que nunca desistiu da justiça e de sua liberdade, você deve correr para a Tv ainda hoje e assistir ao título. E se tiver estômago forte, depois é só folhar a história de Solomon.

A Invenção de Hugo Cabret

O próximo título da lista é beeem mais recente que o anterior. O livro de nome “Hugo Cabret” foi escrito por Brian Selznick e publicado em 2007. Segundo o autor ele não é bem um romance, um livro ilustrado, um graphic novel, flip book ou um livro, mas sim uma mistura disso tudo.

O livro conta a história de um órfão que vive escondido nas paredes de uma estação de trem. Junto dele ele guarda um robô quebrado que ficou de “herança” de seu pai. Um dia ele conhece uma menina que diz a ele que o robô pode voltar a funcionar.

No mesmo ano em que foi lançado o livro já ganhou prêmios e teve seus direitos vendidos para Martin Scorcese que pretendia o transformar em livro. O resultado veio em 2011 e, embora, não tenha obtido uma grande bilheteria, levou 5 estatuetas das 11 às quais fora indicado.

Cidade de Deus

Representante brasileiro da lista, aposto que você não sabia que Cidade de Deus já existia como livro bem antes de virar um dos melhores filmes brasileiros.

O livro é de 1997, escrito por Paulo Lins, e conta a história de Buscapé, um garoto negro, morador da comunidade Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, que, através de seu talento como fotógrafo, acaba escapando de um futuro de marginalidade. O livro/filme – um tanto quanto biográfico – acaba mostrando que os amigos de Buscapé não tiveram a mesma sorte.

O filme é a produção brasileira mais bem cotada no IMDB, estando no top 20 desde seu lançamento. No Oscar foram 4 nominações, embora o Oscar brasileiro ainda não tenha vindo =/

Clube da Luta

Mais um clássico recente. O filme que tem Brad Pitt no papel principal é hoje cultuado por uma legião de fãs que nem imagina que ele já era um clássico cult em outro formato de mídia antes de ir para os cinemas.

Nesta estória escrita por Chuck Palahniuk e lançada em 1996 vemos como um homem descontente com seu trabalho cria um clube de lutas amadoras para se sentir vivo novamente. Por sua narrativa diferenciada e desenrolar alucinante, com reviravoltas que ninguém esperava, o livro conquistou 2 prêmios no ano seguinte, além de excelentes críticas da mídia especializada.

O filme veio na sequência, em 1999, e até hoje é lembrado como uma produção que inovou o modo como Hollywood produzia seus títulos.  No Oscar do ano seguinte foram 2 indicações, mas o filme não levou nenhuma estatueta para casa.

Forrest Gump

Quem não se lembra da emocionante história de Forrest Gump, o carismático homem que possui uma inocência de criança e que foi o responsável por momentos únicos da história do mundo. Por exemplo: agradeça a Forrest por ele ter ensinado a famosa dança de Elvis ao Rei do Rock.

O livro que deu origem ao filme foi publicado em 1986 e escrito por Winston Groom. Já o longa de Robert Zemeckis saiu 8 anos depois, em 1994, e foi um estrondoso sucesso de público e crítica arrecadando mais de 12 vezes o seu orçamento. O Oscar do ano seguinte viria a consagrar o longa: Foram 6 vitórias das 13 indicações.

E se você for muito fã de Forrest, pode procurar a continuação em livro e descobrir o que se passa com o protagonista nos anos seguintes.

Into the Wild

Este filme, além de ser uma adaptação bibliográfica, é também um relato biográfico. A história conta os passos de Christopher McCandless, um viajante americano que após sua graduação resolveu fazer uma incursão pelas montanhas em uma busca de autoconhecimento.

O livro fora escrito por Jon Krakauer e conta a derradeira jornada de 2 anos feita pela selva alasquiana que não terminou muito bem Christopher. Publicado em 1996 o livro tratou de tornar o jovem em um herói da contracultura e um símbolo para muitos.

O filme veio 11 anos depois, em 2007, e teve 2 indicações no Oscar do ano seguinte. Mesmo sem ter conquistado nenhuma estatueta, assim como Clube da Luta, Into the Wild tonou-se um título de adoração cult.

Jumanji

Outro megassucesso entre adultos e – principalmente – crianças, o filme homônimo resultou do livro infantil lançado em 1989, escrito e ilustrado por Chris Van Allsburg.

A estória conta fala sobre um livro mágico que faz aparecer na vida real tudo aquilo que é “chamado” no livro. Se os dados rolam e fazem um leão aparecer na história, um leão aparecerá na sua sala de estar. Se você cair em uma armadilha no jogo, ficará preso de alguma maneira na realidade.

A adaptação cinematográfica foi lançada em 1995 e teve um bom excelente resultado. Com o sucesso uma série animada de 40 episódios começou a ser produzida no ano seguinte e se estendeu até 1999. E se você sempre quis dar mais jogada em Jumanji, uma boa noticia: Uma sequência está sendo produzida e deverá ser lançada em 2017. O ruim é que o papel principal será interpretado por Dwayne Johson.

Marley e Eu

Bem antes das pessoas chorarem ao verem a cena do enterro do labrador Marley, muitos outros já haviam derramado lágrimas ao imaginarem a cena. Isso porque o livro de John Grogan foi lançado em 2005 e só 3 anos depois – por causa do enorme sucesso da versão impressa – foi que o filme tornou-se realidade.

Como todos já sabem, o relato verdadeiro conta a história do jornalista John e como sua vida e de sua família foi mudada por causa de um labrador. A história é triste, mas um triste emocionante, daqueles que meio que dão uma satisfação, mas que te desidrata de tanto chorar. Aliás, só de lembrar já tá dando um ruim aqui.

O Iluminado

Uma das muitas obras de Stephen King, o mestre do suspense e terror, que foram adaptadas para o cinema. A maioria das pessoas não sabe, mas O Iluminado é um de seus primeiros romances e uma das primeiras adaptações. O livro é de 1977 e a versão cinematográfica de 1980. Até hoje é lembrado como um dos trabalhos mais brilhantes de Stanley Kubrick e, por muitos, um dos maiores clássicos do terror.

Conta a história de Jack, um escritor que vai trabalhar em um local onde há pouco o antigo funcionário havia enlouquecido e matado toda sua família. Após visões de seu filho, Jack começa a sofrer das mesmas loucuras e o resto é história. Lembra do famoso meme de Jack Nicholson colocando a cara na porta? Pois é deste filme.

O livro é sugerido a todos que já assistiram o filme, pois contém mudanças significativa que prometem novas descobertas e um clima de terror psicológico muito mais pesado que a versão cinematográfica.

O Jogo da Imitação

Provavelmente você já viu esse filme, pois ele foi o maior sucesso do cinema independente de 2014 e um dos mais aguardados do Oscar do ano seguinte, pois recebeu 8 indicações.

Baseado na obra de Andrew Hodges lançada no ano 1983, o longa conta a história de Alan Turing um matemático genial que durante a 2ª Guerra Mundial foi escalado para ser um dos criptoanalistas do exército britânico. A Máquina de Turing – sua maior invenção – foi criada nesse período podia decodificar as mensagens enviadas pelo exército nazistas, ajudando os aliados a vencerem a guerra. Além do mais, sem Turing o seu PC poderia estar bem mais atrasado em relação à tecnologia de hoje.

O romance biográfico é o indicado para todos aqueles que ficaram curiosos em saber mais sobre Turing e sua vida conturbada.

O Poderoso Chefão

Uma das trilogias mais famosas do cinema também foi baseada em um romance e você nem sabia. Escrito por Mario Puzo e lançado em 1968 a obra foi a primeira a introduzir o tema sobre a Cosa Nostra, a máfia siciliana. No livro é narrada a ascensão do imigrante Vito Corleone que sai da Itália na completa pobreza e alcança o posto de líder do submundo do crime de Nova York sempre fazendo o que for necessário para proteger os “negócios da família”.

Os filmes da trilogia cinematográfica foram dirigidos por Francis Ford Coppola e lançada 1972, 1974 e 1990, respectivamente, e contava com nomes como Marlon Brando, Al Pacino, Robert de Niro, Diane Keaton, entre outros.

Além do sucesso de crítica e bilheteria, os filmes ainda tiveram 28 indicações ao Oscar, das quais, venceram em 9. Embora o 3º filme não seja uma adaptação direta do romance, teve seu roteiro escrito com contribuições do próprio Mario Puzo.

O Silêncio dos Inocentes

Hannbal Lecter é um dos personagens mais marcantes da história do cinema, porém sua fama começou mesmo foi nas páginas dos livros.

A estória de Lecter estende-se por 4 livros e transformou-se em 5 longas cinematográficos ao longo dos anos. Embora a primeira publicação seja de 1981 e o primeiro filme de 1986, foi somente com o segundo filme – baseado no 2º livro – que a série tornou-se um sucesso.

Lançado em 1991, a estória do filme gira em torno de Hannibal Lecter um ex-psiquiatra e, agora, encarcerado canibal. Com este seu perfil diferenciado ele ajudará os agentes do FBI na caçada de outro serial killer.

O filme é até hoje um dos poucos a vencerem em todas as 5 principais categorias do Oscar: Melhor filme, ator, atriz, direção e roteiro adaptado. Além dessas categorias Silêncio dos Inocentes foi indicado em outras 2, mas não levou.

Os Miseráveis

Assim como Marley & Eu, esse livro é o mais conhecido da lista, mas não podia ficar de fora. Não poderia ficar de fora, pois o filme é sensacional e o livro é mais incrível ainda.

A obra foi escrita por Victor Hugo e publicado em 1862 e já ganho dezenas de adaptações cinematográficas, teatrais, televisivas e musicais. No enredo é contada a realidade francesa pela ótica dos mais pobres em um período que vai da batalha de Waterloo (1815) aos motins populares de 1832.

A última adaptação, de 2012, é, provavelmente, a melhor opção adaptação já feita e os números indicam isso: Foram 8 indicações no Oscar do ano seguinte e 3 vitórias., incluindo melhor maquiagem e melhor atriz coadjuvante para Anne Hathaway (que cantou em uma só cena aquela música que ficou famosa pela voz de Susan Boyle. Impecável).

Tubarão

O precursor das histórias de terror psicológico com navios, oceanos, tubarões, tempestades em alto mar e tudo mais. Lançado em 1974 o livro escrito por Peter Benchley narra a estória de um resort que passa a ser aterrorizado por um grande tubarão branco e a caçada implacável dos pescadores para parar a fera e os ataques. O sucesso foi imediato e vendeu milhões de cópias só no ano de seu lançamento (foram mais de 20 milhões até 2006), ficando 44 semanas na lista dos mais vendidos. Assim sendo merecia uma adaptação cinematográfica à altura.

Lançado em 1975, Tubarão foi dos filmes mais rentáveis de todos os tempos. No início a produção do filme foi conturbada: vários atrasos e um estouro no orçamento de mais do que o dobrou do valor previsto. Foram gastos 9 milhões de dólares quando o previsto era de apenas 4. No entanto o filme se tornou o 2º maior sucesso de bilheteria até sua época, arrecadando mais de 670 milhões. Além do sucesso de público, a academia também gostou do longa e deu a ele 3 estatuetas das 4 que fora indicado. Esse também foi o filme que catapultou Steven Spielberg ao patamar de um dos maiores diretores de Hollywood de todos os tempos.

Um Sonho de Liberdade

Não queria repetir autores aqui na lista, mas nesse caso foi preciso. O livro que deu origem ao filme Um Sonho de Liberdade é mais uma obra de Stephen King – que eu ACHO que deve ser o autor mais adaptado para o cinema de todos os tempos – e merece estar na lista, pois nem parece do autor, já que é um dos poucos que destoa totalmente dos demais títulos de King, marcado pelo terror, como: O Iluminado; Carrie, a Estranha; It, uma Obra Prima do Medo; A Maldição; 1408; Christine, o Carro Assassino; entre tantos outros.

No enredo do livro lançado em 1992 temos a história de Andy Dufresne, um banqueiro que passa quase 2 décadas na prisão pelo suposto assassinato de sua esposa e amante. Lá ele começa a ser protegido pelos guardas ao ajudar o diretor da prisão a lavar dinheiro. O filme ainda mostra a amizade dele com Red, influente e chefe do mercado negro dentro do presídio.

Embora o público não tenha comparecido aos cinemas quando fora lançado em 1994 – o filme deu apenas 3 milhões de lucro – foi um dos maiores nomes do Oscar do ano seguinte com 7 indicações, incluindo melhor filme e melhor ator. Até hoje o filme é o número 1 da lista de filmes do IMDB.

Já conhecia esses livros que deram origem aos filmes?  Acha que faltou algum ainda mais desconhecido? Então deixe nos comentários para nós.

  • Quer receber novidades sobre Netflix lançamentos em 2017?

    Preencha o formulário abaixo para se cadastrar:

  • Preencha para confirmar

Siga nas redes
Mais compartilhados
O QUE LER EM SEGUIDA
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar