10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000

Saiba quais celulares eram considerados os modelos top de linha dos anos 90.

Por | @oficinadanet Smartphones

Atualmente os aparelhos possuem leitor de digitais, fazem a leitura da pressão, apresentam câmera com mais de 15 megapixels, além de sistemas operacionais que conseguem executar jogos e aplicativos muito pesados. Mas nem sempre os celulares foram assim, nos anos 90 o grande diferencial destes modelos era a possibilidade de mostrar no display o número de quem ligava.

Na época os aparelhos também eram conhecidos como tijolões, e não tinham tantas funções e recursos como os de hoje, no mais os usuários se contentavam com jogos que hoje pode ser simples, mas naquele tempo era um sucesso, como o jogo da cobrinha do modelo Nokia 5120. Para quem não viveu esse período, confira uma seleção com dez telefones que eram considerados última geração e entenda como era esse tempo antes da transformação em smartphones.

Motorola PT-550 (1990)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

O Motorola PT-550 chegou ao Brasil em 1990 e ficou popularmente conhecido como "tijolão" devido aos 348 gramas e 22,8 cm de altura. O modelo da década de 80 também ficou conhecido como MicroTAC 550 e possuía um flip inovador que permita proteger as teclas e tinha as cores cinza claro e cinza escuro.

Já em suas funções, nada de capacidade de armazenamento ou câmera, mas só identificador de chamada e agenda telefônica. Já a bateria permitia 2 horas de conversação e 15 horas em stand-by. Mesmo com estas configurações o aparelho era caro, na época o Motorola PT-550 era vendido cerca de US$ 3 mil lá fora.

Motorola DPC650 (1995)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

Já este modelo lançado em 1995 o Motorola DPC650 também pertencia a família MicroTAC. Bem mais leve que o outro Motorola ele pesava 221 gramas, lembrando que os aparelhos de hoje como o iPhone 6S Plus, por exemplo, pesa 172 gramas.

A bateria tinha metal hidreto quer permita funcionar por 2 horas de conversação, mas 36 horas em espera. Além disso, o modelo no estilo flip, possuía display monocromático e 22 teclas. No geral, o celular tinha suporte multilíngue, nove toques de campainha selecionáveis, além de contador de tempo de ligação e a opção de definir chamadas prioritárias e o mais interessante, sua agenda permitia 20 contatos.

Motorola StarTAC (1996)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

O Motorola StarTAC tinha um diferencial, já que foi um dos primeiros aparelhos que tinha preocupação com design, já que ele iniciou o estilo clamshell (concha) e tinha apenas 88 gramas, fazendo com que o telefone na época fosse considerado portátil.

Entre isto o aparelho inovou também no modo vibração (que antes era encontrado apenas nos pagers), além da possiblidade de colocar uma segunda bateria, aumentando o tempo de conservação. Já com os recursos, o telefone tinha envio e recebimento de SMS, algo incomum nos aparelhos, com isto o aparelho teve cerca de 60 milhões de unidades vendidas.

Nokia 5120 (1998)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

Este modelo utilizava a extinta tecnologia TDMA. Mas o que faz este celular ser lembrado é que foi o primeiro a vir com o “Snake”, conhecido no Brasil como “o jogo da cobrinha”. Mas este jogo só funcionava devido a grande novidade de 1998 a tela “grande” de 5 linhas e incríveis 84 x 48 pixels de resolução.

O Nokia 5120 tinha design em barra media 48 x 132 x 31 mm e pesava 170 g, além de possuir uma antena fixa. O celular também permitia envio de SMS (até 160 caracteres), guardava até 100 números na agenda, chamada em espera, alarme, calculadora e uma impressionante lista de chamadas perdidas/recebidas/realizadas. Já a bateria e NiMh tinha capacidade de 900 mAh o que garantia 3 horas e 15 minutos de conversa e até 200 horas em espera.

Nokia 3310 (2000)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

Apesar de ser lançado em 1998, somente em 2000 com o modelo Nokia 3310 que o jogo da cobrinha virou um sucesso imensurável. O aparelho também vinha com outros games como Pairs II, Space Impact e Bantumi.

Outros diferenciais do telefone era previsão de texto T9 e a capacidade de baixar toques (monofônicos), conversor de moeda, calculadora e cronômetro, além do envio SMS.

Com tecnologia GSM e tela de 84 x 48 pixels, o aparelho permitia visualizar uma proteção de tela e papel de parede. Já bateria era duas, uma removível, de níquel metal hidreto, de 900 mAh e outra interna de íon-lítio, de 1.000 mAh. Todas tinham autonomia de 2 horas e 30 minutos a 4 horas e 30 minutos de conversação.

Com apenas 133 gramas, o dispositivo tinha diversas opções de capas frontal e traseiras coloridas.

Siemens A40 (2001)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

No Brasil este telefone ficou conhecido como celular da Xuxa, pois a Oi, lançou uma versão especial com cores e desenhos para crianças. O aparelho tinha SMS de piadas e horóscopo, ringtone da música “Ilariê” e mensagem de voz gravada pela apresentadora.

Já nas suas funcionalidade o modelo era GSM dual-band, e com funções como recurso de chamadas, 10 posições para discadas e cinco perdidas (não tinha para recebidas) e caixa postal. No design tinha 118 x 46 x 27 mm e pesava 122 gramas.

Nokia 1100 (2003)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

Com teclado de silicone, o Nokia 1100 marcou sua geração. Seu ecrã era monocromático de 96 x 65 pixels, pesava apenas 86 gramas e tinha 106 x 46 x 20 mm de dimensões. Com o jogo clássico Snake o telefone também permita mudar as capas traseira e frontal; destaque para a bateria produzida com íon-lítio (850 mAh).

Motorola RAZR V3 (2004)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

Em 2004 a Motorola lançou um aparelho que se tornou sonho de muitos consumidores. O RAZR V3 era um sucesso devido ao seu design. Além de fino, ele possuía duas telas coloridas e um teclado prateado (aço escovado).

O display também chamava atenção com o principal de 2,2 polegadas com resolução de 176 x 220 pixels e o visor frontal de 96 x 80 pixels. Como o modelo tinha como apelo o visual, o telefone ganhou várias versões, como rosa, além de clássicos como prata e preto.

Já em seus recursos o telefone tinha conexão com Internet via WAP, garantindo envio de e-mails, além de SMS e MMS. Com a câmera VGA (640 x 480 pixels) o telefone permita inserir fotos nos contatos da agenda, além das conectividades Bluetooth e mini USB. Por fim o aparelho também reproduzia MP3 e MP4, e compositor de toques, além de permitir baixar sons polifônicos e guardar nos seus 7 MB de armazenamento.

Sony Ericsson K750 (2005)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

No ano seguinte a Sony Ericsson lançou o K750 que fez sucesso entre os brasileiros. O aparelho tinha tela de 1,8 polegadas com 176 x 220 pixels de resolução e teclado físico nos seus 10 cm de altura por 4,6 cm de largura.

O diferencial do telefone era sua câmera de 2 megapixels com flash LED e focagem automática que permitia fazer captura de video. Outra novidade presente era o cartão Memory Stick Duo Pro que permita aumentar os originais 38 MB de espaço interno para até 2 GB.

O telefone também vinha com navegador WAP 2.0, Bluetooth, infravermelho, rádio FM e permitia fazer download de jogos e músicas. Sua bateria era de íon-polímero, com capacidade de 900 mAh garantindo 9 horas de conversação.

Sony Ericsson W200 (2007)

10 celulares que fizeram sucesso nos anos 90 e 2000
Reprodução

Este aparelho foi considerado um celular-walkman, pois com 27 MB de espaço interno mais 2 GB no cartão de memória, ele era uma alternativa ao MP3 player, permitindo acesso imediato ao menu musical, além de rádio FM com possibilidade de definir as 20 estações favoritas.

No geral o celular apresentava 1,8 polegadas com resolução de 128 x 160 pixels, câmera VGA, navegador WAP 2.0, gravador de voz e editor de fotos.

Deu para sentir um pouco de nostalgia daquele tempo? E você que não conhecia, agora pode ver como eram os "smartphones" do passado? Deixe seu comentário! 

Este artigo foi produzido pelo blog Dicas para Smartphones.

Mais sobre: mobile, celulares, Smartphones
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários