LG Display registra perda de US$ 372 milhões no terceiro trimestre

Devido à forte concorrência de fabricantes chinesas, o setor de display da LG amargou um grande prejuízo este ano, algo que pode se manter nos próximos meses.

Por LG Pular para comentários
LG Display registra perda de US$ 372 milhões no terceiro trimestre

A LG pode ser não tão desejada no "mundo" dos smartphones como Samsung e Apple, por exemplo, mas ela atua fortemente em outros setores da indústria, principalmente na fabricação de telas LCD, sendo a maior do mundo atualmente.

No entanto, devido aos painéis mais baratos vindos da China, em 23 de outubro a fabricante sul-coreana anunciou uma perda operacional de US$ 372 milhões referente ao terceiro trimestre deste ano. Isso também resultou em queda de 4,6% nas vendas com relação ao mesmo período do ano passado.

Curiosamente, essa é a primeira perda da LG no terceiro trimestre nos últimos oito anos, algo estranho se levarmos em consideração que entre julho e setembro a empresa costuma lucrar muito bem devido ao aumento da fabricação de telas para a Apple e seus novos iPhones. Jeong Ho-Young, atual CEO da marca, alertou os funcionários dizendo que "a sobrevivência da empresa está em risco".

TV OLED da LG

A China tem apresentado muitas ofertas interessantes, então o preço médio de telas LCD para TVs caiu de 20 a 30% no último ano. Fontes relacionadas a esse setor chegaram a dizer que "este é o pior excesso de oferta da história" e que "ninguém será capaz de obter lucro".

Fabricantes chinesas como BOE e China Star Optoelectronics Technology, estão indo muito bem em vendas, afinal, com o apoio do governo foram capazes de construir novas fábricas nos últimos quatro anos, deixando para trás as rivais sul-coreanas, taiwanesas e japonesas.

Segundo alguns relatórios, é preciso investir US$ 4 bilhões para criar uma fábrica de displays, e tendo em vista que a LG e outras marcas estão registrando prejuízos e lutando para sobreviver nesse competitivo mercado, elas não podem gastar tanto assim. Dessa forma, podemos imaginar que é praticamente impossível competir com empresas chinesas no momento.

TV de 55 da LG

Por outro lado, toda essa disputa não tem afetado a Samsung, que registrou ganhos de US$ 44 bilhões em 2018, tendo investido US$ 11 bilhões em telas OLED. Lembrando que a LG também desenvolve painéis OLED, mas às vendas no ano passado foram de apenas 2,5 milhões de unidades, enquanto que o LCD somou 200 milhões.

Olhando para esse cenário, a LG precisará criar algum "plano mágico" para sair dessas condições, ou então sua existência nesse setor realmente não durará muito tempo.

Fonte: GizMoChina

Compartilhe com seus amigos:
Mais sobre: Display
Wagner Pedro
Wagner Pedro Entusiasta da tecnologia, fã da sétima arte e um cara que se arrisca no mundo da fotografia
FACEBOOK // INSTAGRAM: @wagnergba1 // TWITTER: @wagnerpedrogba
Quer conversar com o(a) Wagner, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de LG