O que é o HTML5?

O código HTML já está se adequando para sua quinta versão, deste modo poderá beneficiará os desenvolvedores e todos os usuários da internet.

Por | @RafaelaPozzebon Programação

O Hyper Text Markup Language (Linguagem de marcação de hipertexto), o conhecido código HTML está presente em todas as páginas da web já um bom tempo. Aproximadamente dez anos o HTML está presente na vida dos internautas e, possui uma grande aceitação pelas pessoas que o usam. O código HTML já está se adequando para sua quinta versão, deste modo poderá beneficiará os desenvolvedores e todos os usuários da internet.

O que é o HTML5?


Esta inovação, deve-se ao fato também do desenvolvimento paralelo da linguagem HTML e o XML, que em inglês, eXtensible Markup Language. Deste modo o XML trata-se de uma linguagem de marcação recomendada pela W3C para a criação de documentos que possuem uma hierarquia de dados, como bancos de dados e textos.


Veja mais:

Novos elementos foram introduzidos no HTML5, todos têm a finalidade de facilitar a compreensão e a manutenção do código. Alguns deles são uma evolução natural do elemento < div > focado na semântica; outros no entanto, surgiram da necessidade de padronizar a maneira de se publicar conteúdo, como acontece atualmente com as imagens. Os principais elementos são:

Elementos de estrutura:
  • < header > - cabeçalho da página ou de uma seção (não confundir com a tag );
  • < section > - cada seção do conteúdo;
  • < article > - um item do conteúdo dentro da página ou da seção;
  • < footer > - o rodapé da página ou de uma seção;
  • < nav > - o conjunto de links que formam a navegação, seja o menu principal do site ou links relacionados ao conteúdo da página;
  • < aside > - conteúdo relacionado ao artigo (como arquivos e posts relacionados em um blog, por exemplo).

Elementos de conteúdo
  • < figure > - usado para associar uma legenda a uma imagem, vídeo, arquivo de áudio, objeto ou iframe.
  • < canvas > - através de uma API gráfica, irá renderizar imagens 2D dinâmicas que poderão ser usadas em jogos, gráficos, etc;
  • < audio > e < video > - usados para streaming (transmissão pela internet) de áudio e vídeo. É uma tentativa de criar um padrão em todos os navegadores como acontece hoje com as imagens.
  • < dialog > - junto com as tags < dt > e < dd > será usado para formatar um diálogo
  • < time > - representa data e/ou hora;
  • < meter > - usada para representar medidas, que podem ser de distância, de armazenagem em disco, etc.

Como percebemos muitos elementos foram introduzidos no HTML5, porém, é indiscutível a grande semelhança com seus antecessores. Os usuários que conheciam bem os anteriores não sentirão nenhuma dificuldade em lidar com o novo HTML. Porém, para os iniciantes, estima-se que os novos elementos deixarão o acesso mais fácil.

Conforme informações, muitos navegadores já oferecem suporte à maior parte dos elementos do HTML5. Deste modo, muitos navegadores conhecidos, com exceção do Internet Explorer 8( porém garantiu a presença com IE9, que será lançado daqui poucos dias) como Opera, Safari 4, Firefox 3.6 e Chrome já implementaram grandes partes da linguagem, incluindo tags de vídeo e suporte à tecnologia Canvas.

Alguns dos desenvolvedores dizem que deveriam esperar pela popularização do IE9 para começar a usar a nova versão. No entanto, outros pensam o contrário, acreditam que toda nova tecnologia deve ser utilizada o quanto antes, assim, já começaram a utilizar o HTML5 junto com scripts que fazem os navegadores mais antigos reconhecerem as novas tags . Com essa evolução da linguagem, os navegadores passam da categoria "mostradores" de páginas para um renderizador de "web software”.

Para tanto, é indiscutível a aceitação do HTML5, ele está contribuindo para uma nova era no que diz respeito ao desenvolvimento de páginas para a internet. Sendo que o principal foco é o alto poder de mobilidade do usuário. As mudanças que ocorreram foram postas ou ajustadas a partir das necessidades dos desenvolvedores, a partir dos erros e acertos. Com essa inovação, os usuários terão aplicações na web mais ricas e com maior integração entre conteúdo on-line e off-line.

A versão final do HTML 5 deverá ser lançada apenas em 2012, porém a especificação atual já é suportada pela maior parte dos navegadores. Mesmo assim já podemos utilizar as novidades do HTML5 e já temos até grandes sites que o utilizam como o YouTube.

Mais sobre: html5, internet, dica
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários