O que é a Web Semântica?

Aprenda a desenvolver páginas semânticamente corretas!!!

Por | @oficinadanet Programação
O futuro da Web se constroe em meio a páginas ricas em conteúdo que obedecem universalmente a padrões, bem diferente da Web que viamos antigamente, aquela em que a informação era toda desorganizada e difícil de entender, mas o que a Web Semântica tem haver com isso?
A Web Semântica foi um projeto criado por Tim Berners-Lee, nada mais nada menos que o criador do HTML e da World Wide Web, onde o objetivo desse projeto é melhorar a Web através de padrões e ferramentas que tornem seu conteúdo claro e de fácil manutenção.
As páginas construídas dentro da Web Semântica passam a poder ser lidas tanto por humanos ou por máquinas, e também tanto podem ser apresentadas graficamente, como podem ser lidas por leitores de tela, e também por dispositivos móveis, como celulares.
Por exemplo, se as máquinas fossem capazes de entenderem as páginas, ficaria bem mais fácil desenvolver programas que conforme as nossas solicitações, poderiam marcar hora com o médico, encontrar e fazer reservas em hotéis de nossa preferência. Esses programas seriam os user-agentes.
As linguagens hoje que se adequam a esses padrões são as versões mais recentes do HTML, todas as versões do XHTML, as CSS e também o XML. Na web Semêntica, toda a formatação deve estar separada do código HTML, por isso existem elementos claros que definem cabeçalhos, parágrafos e listas. Usadas dessa forma, as estruturas das páginas ficam fáceis de se compreender.
Por exemplo, peguemos o elemento “h1″, ele representa um cabeçalho importante em uma página, por isso o browser o apresenta maior e com texto carregado. O elemento “p” representa um parágrafo, por isso o browser o renderiza como um bloco.
Caso você queira aplicar formatação a página, você deve usar as CSS, por que dessa forma você não irá interferir nos significados dos elementos HTML. Basicamente, esse projeto visa fazer com que a informação seja guardada em arquivos HTML ou XHTML e a formatação fique guardada em um arquivo CSS.

E você, o que acha disso? Já começou a desenvolver dentro dos padrões?

Mais sobre: oquee
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter