Conhecendo o Delphi

Nesse artigo você vai conhecer um pouco sobre o Delphi. E descobrir qual software de comunicação muito utilizado hoje foi desenvolvido utilizando o Delphi.

Por | @jonathanlamimkt Programação
Delphi (em português, pronuncia-se "dél-fi"; em inglês, "del-fai") é um compilador e um Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) para o desenvolvimento de softwares. Ele é produzido pela Borland Software Corporation (que, por algum tempo, foi chamada de Inprise).

A linguagem utilizada pelo Delphi, o Object Pascal (Pascal com extensões orientadas a objetos) a partir da versão 7 passou a se chamar Delphi Language. O Delphi, originalmente direcionado para a plataforma Windows, chegou a ser usado para desenvolvimento de aplicações nativas para Linux e Mac OS, através do Kylix (conhecido como Delphi para Linux), e para o framework Microsoft .NET em suas versões mais recentes. Atualmente há um projeto chamado Lazarus que possui uma interface muito semelhante ao Delphi e a característica de ser multiplataforma, ou seja, roda tanto no windows como no linux.

O nome Delphi é inspirado na cidade de Delfos, o único local na Grécia antiga em que era possível consultar o Oráculo de Delfos. O nome deve-se ao fato de que os desenvolvedores do compilador buscavam uma ferramenta capaz de acessar o banco de dados Oracle - daí o trocadilho: "a única maneira de acessar o oráculo é usando Delphi".

Como principais desenvolvedores no Brasil podemos citar Renato Quedas (Borland), Daniel Wildt (Aquasoft), Guinther Pauli (ClubeDelphi), Rafael Helm (Trevisan Tecnologia), Daniel Madeira (DatSoftware) entre outros.

O Delphi é largamente utilizado no desenvolvimento de aplicações desktop, aplicações multicamadas e cliente/servidor, compatível com os banco de dados mais conhecidos do mercado. Como uma ferramenta de desenvolvimento genérica, o Delphi pode ser utilizado para diversos tipos de desenvolvimento de projeto, abrangendo desde Serviços a Aplicações Web e CTI. Pode ser usado para desenvolver aplicações que exijam tanto uma linguagem de alto nível como também de baixo nível. Um exemplo de software conhecido que foi desenvolvido em Delphi é o Skype.

Quando lançado em 1995 para a plataforma Windows 16 bits, foi o primeiro a ser descrito como ambiente RAD (em português, Desenvolvimento Rápido de Aplicações). A segunda versão, lançada um ano depois, já produzia aplicativos para a plataforma Windows 32 bits, sendo que uma versão em C++ - o C++ Builder - surgiu alguns anos depois. Em 2001, uma versão para plataforma Linux, conhecida como Kylix, foi disponibilizada.

Em 2002, foi lançada nova versão compatível com Linux (através do Kylix e a paleta de componentes CLX ), sendo que em 2003 o Delphi 8 passou a incluir suporte para desenvolvimento de aplicações .NET. No final de 2004 foi lançada a versão Delphi 2005 (correspondente a versão 9), com suporte, na mesma IDE, ao desenvolvimento para plataformas Windows 32 bits e Windows .NET, além de integrar no mesmo ambiente de desenvolvimento a possibilidade de se desenvolver utilizando o ambiente do Delphi, C++ Builder ou C#. No final de 2005 foi lançada a versão Delphi 2006 (correspondente a versão 10) integrada no Borland Developer Studio 4.0 com destaque para a total integração com o Borland Together, o preview do compilador do C++ Builder, atualização dos drivers DBExpress, novos refactorings e recursos da IDE. Nessa versão o gerenciador de memória utilizado pelo Delphi foi substituído, tornando os aplicativos compilados em Delphi mais rápidos. Como a ferramenta é compilada utilizando o próprio Delphi, esta nova versão também está muito rápida.

O arquiteto por trás do Delphi e de seu predecessor Turbo Pascal foi Anders Hejlsberg, até a sua alteração para a Microsoft em 1996, onde se tornou o arquiteto responsável pelo projeto do C# e foi peça chave na criação do ambiente Microsoft .NET, utilizado no Delphi 8. O Delphi teve o formato da IDE alterado pela primeira vez na versão 8, basicamente similar ao formato do Microsoft Visual Studio para .NET.

As principais diferenças entre o Delphi/Kylix e outras ferramentas de desenvolvimento são: a Linguagem Delphi, as paletas VCL e CLX, forte ênfase na conectividade com diversos bancos de dados e um grande número de componentes produzidos por terceiros, muitos deles disponíveis na internet e grande parte deles com o código fonte disponível.

Os defensores do Delphi sustentam que fornecer juntos a linguagem, a IDE e sua biblioteca de componentes (VCL/CLX) contribui para uma boa consistência interna e um pacote mais reconhecível. Alguns destacam como vantagens do Delphi: a existência de uma grande quantidade de componentes prontos em sua biblioteca, facilidade de uso e aprendizado e desenvolvimento rápido.

No dia 05 de setembro de 2006 a Borland juntamente com a Developer Tools Group, grupo responsável pelo desenvolvimento das ferramentas IDE, entrega ao público a linha Turbo, que é praticamente o desmembramento da suíte Borland Developer Studio (BDS 2006). Em duas versões, Explorer (download gratuito; direcionado a estudantes, iniciantes em programação e hobbistas) e a Professional (pago; direcionado às softwares-houses e profissionais autônomos).

Já no dia 14 de novembro de 2006, a Borland não encontrando um potencial comprador que atendesse os quesitos que se comprometam com a evolução das ferramentas IDE, ela decidiu criar uma subsidiária colocando todos responsáveis pela "DevCo" nessa nova empresa chamada CodeGear. Que, especialmente cuidará das IDEs.

Fontes:

- SOMERA, GUILHERME.(2007); Treinamento Profissional em Delphi. Digerati Books, São Paulo, 2007.
- DE MEDEIROS, LUCIANO FRONTINO.(2006); Redes Neurais em Delphi - 2ª Edição. Visual Books, São Paulo, 2006.
- Wikipédia.

Mais sobre:
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo