CDMA o que é?

CDMA (Code Division Multiple Access, ou Acesso Múltiplo por Divisão de Código) é um método de acesso a canais em sistemas de comunicação. É utilizado tanto para a telefonia celular quanto para o rastreamento via satélite (GPS) e usa os prefixos tecnológicos como o IS-95 da 1º geração -1G- e o tão popular IS-2000 da 3º geração -3G.

Por | @oficinadanet Smartphones
CDMA (Code Division Multiple Access, ou Acesso Múltiplo por Divisão de Código) é um método de acesso a canais em sistemas de comunicação. É utilizado tanto para a telefonia celular quanto para o rastreamento via satélite (GPS) e usa os prefixos tecnológicos como o IS-95 da 1º geração -1G- e o tão popular IS-2000 da 3º geração -3G.

A tecnologia possui muitas variantes, o que muitas vezes causa confusão para os usuários: a primeira é a cdmaOne, que é da segunda geração (2G) de celulares; A outra é a CDMA2000, a mais utilizada, ambas produzidas pela Qualcomm.

Além dessas, ainda há o padrão W-CDMA, da terceira geração (3G) de celulares. Aqui alguns fatos:

- CDMA é usado como o princípio da interface aérea do W-CDMA.
- Os padrões CDMA (incluindo cdmaOne e CDMA2000), NÃO são compatíveis com os padrões W-CDMA.


Outra importante aplicação do CDMA - anterior e sem nenhuma relação com telefones celulares - é o Sistema de Posicionamento Global, o GPS.

No Brasil, a tecnologia CDMA começou a ser usada no início de 1998 pela Telebahia celular. Agora a empresa que atua nesse padrão tecnológico é a Vivo. Em Portugal, a Zapp fornece acesso à internet utilizando esta tecnologia.

O acesso múltiplo da divisão do código (CDMA) é um formulário de multiplexagem (não é um esquema de modulação) é um método do acesso múltiplo que não se divide acima do canal pelo tempo (como no TDMA), ou freqüência (como no FDMA), mas preferivelmente codifica dados com um código especial associado com cada canal e usa as propriedades construtivas de interferência dos códigos especiais para executar a multiplexagem. O CDMA consulta também os sistemas celulares digitais do telefone que emprega este esquema múltiplo do acesso, tal como aqueles caminhos abertos pela Qualcomm, e W-CDMA pela união de telecomunicação ou pelo ITU internacional.

CDMA tem sido usado desde em muitos sistemas de comunicações, incluindo o sistema de posicionando global (GPS) e no sistema satelite OmniTRACS para a logística do transporte.

Em uma era em que as pessoas querem muito mais do que apenas falar ao celular, o CDMA (Code Division Multiple Access) é a tecnologia que possibilita uma melhor performance em aplicativos multimídia, como áudio, vídeo e imagem, além de transmissão de voz pelo celular. Além disso, é esta tecnologia que permite um conjunto de serviços inovadores e uma velocidade de transmissão desses aplicativos que nenhuma outra tecnologia propicia, já que é muito mais ajustada à era da comunicação interativa.O Japão e a Coréia são os mercados que mais se destacam pelo avanço da telefonia celular em todo o mundo. Lá as aplicações multimídia já são mania. Os usuários nesses países adotam velocidade e qualidade de transmissão de dados – como imagens, vídeos e sons – como os principais diferenciais na telefonia celular. Embora, no Brasil, o setor não esteja no mesmo estágio que os países asiáticos, já apresenta serviços inovadores de terceira geração alinhados à tecnologia mundial, com velocidade de transmissão de dados de até 2,4 Mbps.

Inclusive, em alguns casos, o Brasil tem lançado aplicativos multimídia simultaneamente com os Estados Unidos. Sem falar na inclusão – econômica e digital – que a telefonia celular tem propiciado nos últimos anos. O forte impacto que a comunicação móvel exerce na sociedade brasileira pode ser mensurado pela expansão da base de clientes, que cresce a taxas históricas de 30% ao ano e hoje já atinge mais de 76 milhões de pessoas. Ou seja, a cada dez brasileiros, quatro já têm celular, segundo dados da ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações.

Portanto, o celular é hoje uma ferramenta indispensável no cotidiano das pessoas, que proporciona a convergência das mídias e serviços de valor agregado, por meio de downloads e streaming de vídeos, músicas, imagens, notícias e até TV com total mobilidade. Além disso, essa tecnologia permite também a localização de pessoas e lugares por meio de satélite e da triangulação das antenas (Estação Rádio Base, ou ERB) da operadora, garantindo ao cliente um amplo portfólio de serviços.

Além de ser muito útil e inovadora, essa tecnologia é a segunda mais usada pelas fábricas de telefone móvel. A primeira é a GSM.

Fonte: Wikipédia

Mais sobre: mobile wikinet oquee
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar