Deixe seu Windows XP igual ao Vista!

Além da segurança aprimorada, maior estabilidade ou novos programas, os usuários são atraídos ao Windows Vista pelo visual.

Por | @senhorvillela Windows
Além da segurança aprimorada, maior estabilidade ou novos programas, os usuários são atraídos ao Windows Vista pelo visual. É como aquele "cheirinho de carro novo", ao qual é difícil de resistir. Se não melhoram a produtividade, as transparências, sombras e efeitos 3D espalhados pela tela pelo menos deixam o dia-a-dia um pouco menos monótono.

Talvez seja por isso que, desde o dia em que as primeiras imagens do que viria a ser o Windows Vista apareceram na Internet, grupos de desenvolvedores se juntaram para copiar o novo visual e aplicá-lo ao Windows XP. De início a coisa era simples: um ícone aqui, um papel de parede ali, uma fonte acolá. Mas aos poucos estes grupos foram se juntando, trocando idéias, e as ferramentas atuais para aplicar o "estilo Vista" ao Windows XP são capazes de um resultado bem convincente.

O principal "pacote de maquiagem" é o Vista Transformation Pack (31,6 MB), atualmente na versão 7.0. Trata-se de um conjunto de programas e utilitários que muda vários aspectos do Windows, como o menu iniciar, o estilo das janelas do gerenciador de arquivos e da tela de login, a borda das janelas, a proteção de tela, os papéis de parede, a cara do Windows Media Player e do MSN Messenger e mais. Um instalador se encarrega de colocar automaticamente todos os programas em seus lugares certos.

Mas uma atualização de sistema lançada há algum tempo pela Microsoft, chamada KB925902, causa problemas com o Vista Transformation Pack, que não é instalado se ela for detectada. A solução mais fácil seria desinstalar a atualização, mas muitas outras atualizações lançadas depois dependem dela para funcionar, o que pode desestabilizar o sistema.

Enquanto uma atualização do Vista Transformation Pack não chega, você pode experimentar outro pacote de transformação, o Vista Inspirat 2 (27,6 MB). O objetivo dele não é ser uma cópia exata do Windows Vista, mas se parecer com ele enquanto mantém características do Windows XP. O resultado final é um "híbrido" dos dois sistemas, com um visual bastante moderno.

Os dois programas modificam arquivos do sistema operacional (embora o Vista Inspirat seja muito menos invasivo), portanto é aconselhável tomar algumas precauções antes da instalação. A primeira é criar um "ponto de restauração", para que você possa reverter as mudanças caso algo dê errado. Você pode fazer isso usando o utilitário "Restauração do Sistema", que fica no menu Iniciar|Acessórios|Ferramentas do Sistema. A segunda é desabilitar temporariamente o seu antivírus, para que ele não impeça os programas de modificar os arquivos necessários. Outra dica é seguir, com muita atenção, qualquer instrução que surja na tela. Se você cancelar algo antes do tempo a instalação pode ficar incompleta, o que pode interferir com o funcionamento do Windows.

Se você instalar o Vista Inspirat, pode complementar com outros programas para completar a ilusão: o Visual Tooltip (390 KB) permite que você veja miniaturas das janelas minimizadas quando o cursor do mouse ficar sobre o botão correspondente na barra de tarefas. O ViStart (1,25 MB) é um clone bastante convincente do visual e recursos do menu iniciar do Windows Vista, e está disponível em vários idiomas, inclusive o português. E o TopDesk (1,6 MB), da Otaku Software, reproduz o "Flip 3D", aquele efeito em que as janelas abertas ficam perfiladas tridimensionalmente na tela ao pressionar Alt+Tab para alternar entre elas. Ele também pode ser configurado para reproduzir o efeito "Exposé" do Mac OS X (mostrar todas as janelas abertas simultaneamente ao toque de uma tecla).

Fonte. UOL Tecnologia.

Mais sobre:
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários