Conheça um pouco sobre o MySQL

MySQL é um banco de dados relacional, desenvolvido para plataformas Linux–like, OS/2, Windows. Sendo um software de livre distribuição para plataformas não-Windows que o utilizam em um servidor Web. É cada vez mais popular devido à sua condição de software livre.

Por | @oficinadanet Programação
1.1 O que é MySQL?
MySQL é um banco de dados relacional, desenvolvido para plataformas Linux–like, OS/2, Windows. Sendo um software de livre distribuição para plataformas não-Windows que o utilizam em um servidor Web.

MySQL é um servidor multiusuário, multitarefa, compatível com o padrão SQL (Structured Query language – Linguagem de Consulta estruturada), linguagem essa amplamente utilizada para manipulação de dados em RDBMS (Banco de dados Relacionais), sendo considerada um ferramenta de manipulação de base de dados de tamanho moderado.

As principais características que destacam MySQL são: sua velocidade proporcionada pela sua implementação leve que não inclui na totalidade o suporte as instruções SQL; sua natureza de distribuição gratuita; facilidade de integração com servidor Web e linguagens de programação de desenvolvimento de sites dinâmicos, especialmente a linguagem PHP.

1.2. Breve Histórico
“O MySQL foi criado por Michael Widenius na companhia suíça TcX. Por volta de 1979 Michael desenvolveu um banco de dados chamado UNIREG, sendo rescritos em várias linguagens desde então” [YAR 99]. Em 1994, a empresa TcX começou o desenvolvimento de aplicações baseadas na Web, tendo como base o banco UNIREG, porém esse banco possuía muito “overhead” para obter sucesso em uma aplicação para geração de páginas dinâmicas na Web. Então a empresa TcX começou a procurar por outro banco o mSQL, uma ferramenta baseada em SQL mas com características pobres não possuindo por exemplo suporte a índices, e com desempenho inferior ao UNIREG.

Foi então que o desenvolvedor do banco UNIREG contatou o David Hughes criador do mSQL, para saber do interesse dele em unir os dois bancos. Sendo positivo o interesse de David , a empresa TcX resolveu desenvolver um novo banco, mas mantendo ao máximo a compatibilidade com mSQL. TcX foi esperta o suficiente para não reinventar o que já estava bem feito, ela construiu seu servidor baseado na estrutura que já estava montada do UNIREG e utilizou grande número de utilitários escritas para mSQL e fez API’s para o novo servidor praticamente iguais ao mSQL. Como resultado usuários do mSQL que decidissem mudar para o novo servidor da TcX, teriam apenas que fazer pequenas e simples mudanças nos códigos existentes.

Então foi me maio de 1995 que, definitivamente, a primeira versão do MySQL foi lançada. Um dos parceiros da TcX sugeriu a distribuição do servidor na Internet, o objetivo disso era a utilização de um modelo pioneiro desenvolvido por Aladdin Peter Deutsch. O resultado foi um maior flexibilidade em sem “copyright”, que fez do MySQL mais difundido gratuitamente do que mSQL.

1.3. Por que MySQL?
Sendo a concepção inicial do trabalho a utilização de ferramentas de livre distribuição para plataforma Linux-GNU, e o desenvolvimento de uma aplicação de banco de dados utilizando a Web como interface, fez-se necessário a escolha de um banco de dados que permitisse explorar as características básicas para implementação de uma aplicação cliente-servidor.

Entre as possibilidades encontradas surgiram três bancos de dados: MySQL, PostgreSQL e Interbase. O servidor PostgreSQL destacou-se por suas características de banco de dados objeto-relacional, permitindo explorar todas as possibilidades dos bancos relacionais, porém estendendo funções como classes, herança.

O MySQL foi o banco de dados escolhido por apresentar extensa documentação, milhares de sites na internet, mas principalmente pela sua fácil instalação e integração com o servidor Web.

Sua instalação através de RPM (RedHat Package Manager –Gerenciador de pacotes RedHat), é um processo simplificado, sendo criado toda a estrutura interna de arquivos no sistema operacional, bem como execução de scripts de inicialização e ajustes em arquivos de inicialização no servidor Web e módulo PHP.

1.4. Principais características
a) MySQL é um banco de dados multiprocessado, significando que pode utilizar vários processadores ao mesmo tempo.
b) Possui API’s para C, C++, Java, Perl, PHP, Phyton e TCL.
c) Foi desenvolvido para várias plataformas incluindo ambientes Unix, OS/2 e Windows.
d) Permite operações e funções nas cláusulas select e where, bem como suporte as funções SQL(group by , order by ), além de funções de grupo como: Count(), avg(), sum(), std(), max(), min().
e) Permite a seleção de diferentes tabelas de diferentes bases de dados em uma mesma query.
f) Suas características de privilégio de password são bastante flexíveis, permitindo inclusive a validação por “host”.
g) Possui algoritmos de criptografia de password, fornecendo assim segurança aos dados gravados nas tabelas.
h) Permite a utilização de até 16 índices por tabela.
i) Capacidade para manipular bancos com até 50 milhões de registros.
j) MySQL foi escrito em C e C++
k) Permite conexões via TCP/IP
l) Permite acesso via ODBC.
m) Possui instruções para extração de informações relativas a tabelas, bancos, índices.

1.5. Política de uso na Web
A utilização de MySQL em sistemas operacionais não-Windows é gratuita se utilizada com um servidor WEB, não necessitando assim de licença para uso. Isso é válido mesmo que as aplicações Web que utilizem o banco sejam para fins comerciais, excluindo-se a comercialização do MySQL.

O suporte para MySQL pode ser contratado, no entanto para isso existem contratos de manutenção, sendo esses restritos as áreas de cobertura da equipe.

Mais sobre:
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo