Trabalhando com JSON

A JSON é um formato de dados compacto, nativo do javascript, e que vem ganhando muita força nos utimos tempos.Mesmo para você que já trabalha com XMLvale a pena dar uma olhada.

Por | @oficinadanet Programação
A JSON nada mais é do que uma maneira de representar os objetos em JavaScript,ou seja, JSON é JavaScript puro. Para trabalhar com esse formato não é necessário usar DOM ou qualquer Framwork ou Kit específico, embora muitos dos frameworks de hoje em dia dêem algum tipo de suporte à JSON.

  JSON se assemelha muito com as matrizes do JavaScript, mas pode armazenar os mesmos dados que os documentos XML.
Veja um breve exemplo:

dados retornados,
{"notas" : [
   {"nome":"João", "nota1":8, "nota2":6, "nota3":10 },
   {"nome":"Maria", "nota1":5, "nota2":9, "nota3":8 },
   {"nome":"Pedro", "nota1":2, "nota2":7, "nota3":5 }
]};

código da página,













  O interessante da JSON é que ela é apenas javascript, portanto, o seu código JavaScript poderá utiliza-lá facilmente.

  A má notícia é que JSON é JavaScript, linguagens como PHP, PERL e Asp não consiguirão entendê-la. Provalvelmente você precisará de alguma biblioteca para exibir a JSON em seus scripts de servidor.

  Para fazer o download das bibliotecas mais comuns de JSON, acesse: target="_blank">www.json.org

Veremos agora um exemplo de como gerar uma JSON resposta no PHP




require("JSON.php");  //importando a biblioteca

$json = new Services_JSON();//criando o objeto para manipular a JSON

$aluno1 = array('nome'=> 'Ana',
              'nota1'=> "8",
              'nota2'=> "6" ,
              'nota3'=> "2");
$aluno2 = array('nome'=> 'Maria',
              'nota1'=> "5",
              'nota2'=> "9" ,
              'nota3'=> "8");
$aluno3 = array('nome'=> 'Pedro',
              'nota1'=> "2",
              'nota2'=> "7" ,
              'nota3'=> "5");
$notas = array('notas' => array($aluno1, $aluno2, $aluno3));

$output = $json->encode($notas);
echo($output);
?>

   Como podemos observar, primeiro temos de criar um vetor para cada aluno, em seguida deve-se criar um outro vetor para armazenar os vetores de alunos, formando uma matriz.
   Já foi dito anteriormente que matrizes são os objetos que mais se assemelham à JSON, por isso a grande maioria de classes para a JSON, pedirá como parâmetro de entrada uma matriz;
   Este foi apenas um exemplo simples simples para a utilização da JSON.Em breve eu postarei mais exmplos e aplicações mais úteis para a JSON
   Até a Proxima.

Mais sobre:
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo