Stored Procedures

Uma Stored Procedure, por aceitar diversos tipos de comandos da linguagem DML como insert, update, delete, deve ser usada quando precisamos encapsular tarefas, isto é centralizar todas as informações em um único servidor e não em cada máquina cliente, onde sendo necessário fazer mudanças, muda-se somente em um local e uma vez. Utilizar principalmente quando em nossa rotina realizamos sempre os mesmos comandos, caso contrário é mais fácil fazer inserts, deletes e updates.

Por Programação Pular para comentários
Stored Procedures
Uma Stored Procedure, por aceitar diversos tipos de comandos da linguagem DML como insert, update, delete, deve ser usada quando precisamos encapsular tarefas, isto é centralizar todas as informações em um único servidor e não em cada máquina cliente, onde sendo necessário fazer mudanças, muda-se somente em um local e uma vez. Utilizar principalmente quando em nossa rotina realizamos sempre os mesmos comandos, caso contrário é mais fácil  fazer inserts, deletes e updates. Logo quando necessitarmos mais desempenho e segurança tanto na aplicação como no tráfego da rede, ou seja, mais agilidade em obter as respostas da base de dados e isso ocorre com as procedures, pois são executadas, compiladas e armazenadas no próprio banco, somente invocada pela aplicação e fornecendo diversos tipos de retorno. Deve se observar que sua utilização é viável, quando todas as operações podem ocorrer no servidor, e durante a ocorrência da transferência de dados é necessário que não sejam muitos, se não o desempenho será o mesmo ou pior do que rodando na aplicação.

Variáveis são utilizadas em todos os momentos em stored procedures, por exemplo, para passarmos um parâmetro de entrada, é a variável que irá armazenar o valor que digitarmos para depois realizar as operações de busca, geralmente consultas e comparações.  Sempre utilizaremos para guardar os valores, ?resgatados?, por exemplo, de um comando SQL como o select, também quando realizarmos procedures para inserção de dados principalmente, é nas variáveis que ficarão armazenados os valores a serem inseridos, ou seja, são temporários, pois depois que o commit for efetuado as variáveis são eliminadas. Outro caso, quando procedures envolvem cálculos, também é nas variáveis que os valores digitados serão armazenados, sendo que depois da operação é outra variável que receberá o resultado para depois passar para o banco.

E ainda nas stored procedures podemos usar a instrução FOR DO  (firebird) que faz com que seja possível termos mais de uma linha de retorno, pois quando o banco ?perceber? este comando, criará um cursor, onde por meio do laço do for, ?examinará?, cada linha e colunas de dados contidos nas tabelas no banco, comparando o valor digitado no parâmetro ou o já programado, retornando o máximo de resultados possíveis.

Stored Procedure é uma coleção de comandos em SQL para dispensamento de Banco de dados. Encapsula tarefas repetitivas, aceita parâmetros de entrada e retorna um valor de status (para indicar aceitação ou falha na execução). O procedimento armazenado pode reduzir o tráfego na rede, melhorar a performance, criar mecanismos de segurança, etc.

Exemplo em SQL SERVER:
Create  procedure busca
@nomedebusca varchar (50)
as
select nome1, nome2
from nome_da_tabela
where nome = @nomedebusca


Exemplo em FIREBIRD:

SET TERM ^;
CREATE PROCEDURE alteraCidade ( chUF char(2), nomeC varchar(40))
AS
   BEGIN
      UPDATE Cidade
   SET UF=:chUF
   WHERE  nome=: nomeC;
      SUSPEND;
   END ^
SET TERM; ^

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários